sábado, 13 de novembro de 2010

Empresa: São José de Ribamar

Há 43 anos, o casal de empresários João Alberto Leite Barbosa e Maria do Livramento Barcelos se uniram em um empreendimento ousado para época. De marido e mulher passaram também a sócios de uma empresa que é hoje uma das melhores da capital, também uma das mais tradicionais no setor em atividade.

O envolvimento do Sr. Alberto Barbosa com o transporte iniciou bem antes, quando começou a explorar a linha de parangaba com uma camionete comprada em 1948. Anos mais tarde, João Alberto chegou a possuir 10 veículos, porém com a crise de tarifas, viu-se obrigado a vender parte da frota, ficando apenas com dois. Por conta do azar, os dois veículos se encontraram num cruzamento, deixando-os destruídos. Para recomeçar, João Alberto Leite tomou emprestados três carros e continuou explorando o ponto da cidade rejeitado por todos, o Bairro de Fátima.


A Empresa São José de Ribamar iniciou suas atividades no dia 3 de maio de 1967, quando os empreendedores colocaram à disposição dos moradores daquele bairro e adjacências, dois ônibus-camionetes que faziam a linha Bairro de Fátima - Centro. Anos depois, já com quatro ônibus, a empresa passou a fazer também a linha Vila Simone, depois chamada de Av. 13 de Maio. O nome do empreendimento é uma homenagem a São José de Ribamar, santo de devoção do proprietário.

Em 1968 a Ribamar começou a operar a linha Circular de Fortaleza, em parceria com as empresas Iracema, Cialtra e Timbira. A primeira linha circular foi criada pelo Coronel Elísio Gentil de Aguiar, Secretário de Transportes na administração do Prefeito Murilo Borges, responsável pela regulamentação da Lei do Sistema de Transportes de Fortaleza. No período de 1967 a 1981 Milton Camelo Santos teve quatro ônibus agregados a São José de Ribamar, operando na linha Av. Treze de Maio.

A empresa foi pioneira quando em1983 levantou um movimento local para a proibição do fumo dentro dos coletivos. A iniciativa resultou na lei municipal 5709, de 15 de junho de 1983, que passou a proibir que os passageiros fumassem dentro de qualquer coletivo. No ano seguinte adquire o primeiro ônibus Scania K-112 com carroceria Torino e 13,2 metros de comprimento, prefixo 32.

As linhas Aeroporto e Vila União foram adquiridas em outubro de 1985 da extinta Empresa Muribeca. Em 1986 a empresa recebe um diploma pela colocação da empresa entre as maiores do País no setor de transporte. Em novembro de 1987, a São José de Ribamar ganha uma reportagem veiculada nacionalmente na revista “Veículos”, onde constam vários elogios a empresa. Mesmo atuando numa cidade que na época possuía um dos piores sistemas de transportes, a empresa era tida pelos seus usuários como padrão em Fortaleza, pelo bom serviço que sempre prestou a população.
 
A São José de Ribamar proporcionou a cerca de 300 alunos de uma escola pública, em março de 1993, um passeio pela cidade a bordo de quatro novos ônibus recém-chegados que seriam entregues a população do bairro Vila União, no percurso os ônibus ostentavam faixas como: “Vila União ganha mais quatro ônibus novos”, “Mais ônibus, mais conforto para Vila União”; “Usuário Merece respeito”

Outra medida pioneira tomada pela São José de Ribamar foi a implantação em 1995 do GET (Gerenciador Embarcado de Transporte) que permitiu um maior controle do número de passageiros embarcados. Com o GET as meias-passagens foram controladas, evitando fraudes e desentendimentos entre cobradores e estudantes.

No ano de 1996, a empresa São José de Ribamar também foi pioneira ao instalar em sua frota os aparelhos “Viaje Bem” e “Anjo da Guarda”. Estes aparelhos controlam a velocidade máxima e não permite que o veículo se desloque com as portas de embarque abertas. No ano seguinte, adquire o primeiro ônibus com itinerário eletrônico, o TorinoGV de prefixo 10029.

Em setembro de 2000, a linha Campus do Pici - Unifor recebe os dois primeiros ônibus equipados com ar condicionado, poltronas de veludo, piso emborrachado, vidros fumê e motor traseiro. A iniciativa partiu da necessidade de oferecer um transporte melhor e mais bem equipado aos usuários da linha, e o melhor, sem nenhuma taxa de acréscimo sobre a tarifa em vigor. No mesmo ano a empresa foi agraciada com o troféu Destaque Empresarial no Mundo dos Negócios.

Quando adquiriu o Torino de prefixo 10112 em agosto de 2001, a empresa exibiu o ônibus na Praça do Ferreira, realizando um passeio pelos principais pontos da cidade. O veículo possui suspensão a ar e dois espaços reservados para cadeira de rodas. A tradicional pintura é marca registrada da empresa, concebida ainda na década de 70, a identidade visual é facilmente reconhecida pelos usuários, que logo identificam os ônibus do Bairro de Fátima. Seus veículos circulam pelas ruas da cidade sempre limpos e bem conservados.

O crescimento da empresa ao longo dos anos é resultado da dedicação e empenho dos proprietários e filhos, fruto de toda uma vida dedicada aos transportes. Não é a toa que a São José de Ribamar é a “Empresa 10”, pois esta contribuiu para a melhoria do transporte urbano da capital cearense ao longo das últimas décadas, sempre inovando e fazendo a diferença entre os demais, traduzindo o lema que carrega em cada um dos seus ônibus: “Transportar bem é a maneira mais direta de servir ao povo”. 

6 comentários:

  1. Simplesmente sensacional a reportagem com a São José de Ribamar. Aguardo por reportagens como essa da Cialtra, Iracema e Irmãos Bezerra!

    ResponderExcluir
  2. Sensacional é pouco, essa matéria é ESPETACULAR!

    ResponderExcluir
  3. Sem dúvida que resgastar o passado dessa empresa que mesmo com todas as dificuldades do sistema de transportes de Fortaleza, ainda resiste de forma heróica preservando seus valores e missão de servir bem.
    Qundo ví as fotos pensei que veria os modelos O362 (01 02 03 04) que faziam a linha Aguanambi 1 e 2, e os formidaveis Gabriela Monobloco I (21 e 22) e II (25 e 26), que na decáda de 80, percorriam linha Bairro De Fátima Via Rodoviária.

    ResponderExcluir
  4. Parabéns pela matéria tão merecida sobre a São José de Ribamar. Não existe outra empresa aqui em Fortaleza que tenha o mesmo serviço, qualidade, responsabilidade e diferencial que a Ribamar tem. Por isso que é a empresa 10.

    Parabéns Sr. Alberto Leite! E obrigado por continuar com esse belo trabalho e com a determinação de jamais vender a empresa pra grupos que só querem prejudicar usuários e funcionários, ficando na mesmice.

    ResponderExcluir
  5. sem duvida alguma é uma excelente reportagem

    ResponderExcluir
  6. é por causa de matéria como esta que torna o fortalbus especial.

    ResponderExcluir

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.

© 2010-2014. Fortalbus Busólogos - Todos os direitos reservados