Header Ads

ad

Empresa: Viação Bons Amigos

Fundada em 1963 numa época de grandes dificuldades para o setor de transporte urbano, que ainda transitava por ruas sem pavimentação e carentes de qualquer tipo de financiamento, a Empresa tornou-se uma das mais conceituadas empresas de transporte coletivo de Fortaleza.
 
Aristides Aragão Freitas, Francisco Soares Carvalho e seus filhos Raimundo e Francisco Edmar Feitosa, fundaram juntamente com o empresário Carlos de Albuquerque Lima, a Empresa que iniciou suas atividades com o nome de Viação São Vicente, com uma frota de cinco ônibus adquiridos de José Sabóia Bezerra. Os ônibus serviam duas linhas de Fortaleza, Pan Americano e Casa Popular (Atual Henrique Jorge).

Em pouco tempo, a empresa cresceu e recebeu, já em 1964, uma outra denominação. O nome foi mudado para “Viação Bons Amigos Ltda.”, porque a maioria das carrocerias eram da marca Bons Amigos, fábrica que funcionou até meados de 1970 em São Paulo. As carrocerias eram montadas em chassis Mercedes-Benz LP-321.

No inicio das atividades todas as ruas das linhas por onde os ônibus trafegavam eram cobertas de piçarra. Por conta disso, a Empresa mantinha um caminhão carregado de entulho para tapar os buracos abertos nas ruas, sobretudo nas quadras invernosas. A primeira linha asfaltada foi a do Henrique Jorge.
Ônibus Caio Jaraguá na linha Henrique Jorge. (Foto: Acervo CEPIMAR)
A terceira linha foi Parque Santa Fé (Atual João XXIII), na qual adquiriu mais dois carros. Logo após vieram as linhas Vila São Francisco e Coronel Francisco Nunes, somando mais sete veículos a frota.

No ultimo dia do ano de 1968, os moradores do Demócrito Rocha ganham uma linha própria ligando o bairro ao centro de Fortaleza. Quatro ônibus da Viação Bons Amigos foram escalados para circular na linha, que foi recebida com muita festa pelos moradores, pois era uma antiga reivindicação daquele bairro.
Proprietários e funcionários na Garagem (Foto: "Bons Amigos 35 Anos")
Mais tarde, a Bons Amigos adquire mais cinco carros para a linha Av. José Bastos e quatro para Av. Lineu Machado, passando assim a operar em 8 linhas urbanas com uma considerável frota. Com o crescimento dos bairros foi aumentando mais ainda o número de ônibus nas linhas.
Raimundo Feitosa recebendo as chaves do gerente da Aguanambi Diesel
Em meados da década de 70, a Empresa já possuía uma frota de 46 veículos, naquele momento, adquire os seis primeiros Monoblocos da frota, com carroceria Mercedes-Benz O362.
Amélia no cruzamento das Avenidas José Bastos e Fernandes Távora.
Na década de 80, a Viação Bons Amigos foi a primeira empresa do Ceará a adquirir o modelo Amélia, fabricado pela Caio Norte. Também foi a primeira a adquirir o Urbanus em meados de 1988, no lançamento em Fortaleza, adquiriu 10 unidades com chassis Mercedes-Benz.
Na Foto Chiquinho Feitosa e representantes da Nielson e Aguanambi Diesel (1989) - Acervo CEPIMAR
Aristides e Francisco permanecem à frente da Empresa por mais de 30 anos, até 1995 quando faleceram. Ambos tiveram marcante atuação na área sindical do setor de transporte, tendo, inclusive, ocupado a presidência do sindicato patronal. Raimundo Feitosa e Edmar Feitosa continuaram a frente da Empresa.
Ao completar 35 anos em 1998, a Bons Amigos lança uma logomarca comemorativa nos novos ônibus adquiridos naquele ano, os Urbanus com chassis Mercedes OF-1721. Naquele ano, a Empresa possuía uma frota de 79 veículos operando em 26 linhas do sistema urbano.
Ônibus 1998 com logomarca comemorativa de 35 anos
Em 2000, os sócios Francisco Edmar Feitosa Carvalho e Raimundo Feitosa Carvalho receberam a medalha Mérito FETRONOR, na Categoria Fundadores (Empresários), outorgada pela Federação das Empresas de Transportes de Passageiros do Nordeste (FETRONOR). Em junho de 2005 a Associação Nacional do Transporte Urbano (NTU), outorga a Medalha Mérito do Transporte, categoria Empresário, a Francisco Edmar Feitosa de Carvalho.

Em 2004, a Empresa passa por uma reformulação, tornando-se São Vicente, o mesmo nome de quando começou a operar em 1963. O nome Bons Amigos segue timidamente em alguns veículos, entretanto, a maioria da frota passa a operar no sistema urbano com a nova denominação e código (16) no sistema urbano.
 
A Viação Bons Amigos/São Vicente encerra suas atividades em novembro de 2007, deixando de operar nas linhas por onde atuou ininterruptamente por mais de quatro décadas, sendo uma das mais tradicionais do transporte coletivo. Suas linhas foram dividas entre várias empresas atuantes no transporte urbano da capital cearense.

15 comentários:

  1. Demorou mais veio a história da "05"...fortalbus valeu, pois só muito fã da 05 ,que concerteza tá deixando muitas saudades duma das melhores empresas de fortaleza, que era muito tradicinal no seguimento transpote urbano.

    ResponderExcluir
  2. Queria por favor, a história da viação siará grande (14).

    ResponderExcluir
  3. Como pode uma empresa de ônibus fazer um homem de 42 anos chorar? Pois há anos eu buscava algo que lembrasse essa empresa, pois minha infância foi vivida com ela. Lembro de tantas coisas, os monoblocos 364 do Célio, carro 61, linha são francisco, 93 josé bastos, o 56 tinha lavanca da marcha bem antiga...
    Queria saber mais sobre a Bons Amigos. Já pensei até em escrever um livro pra não nos esquecermos. Agora já dá pra mim por algo no meu blog, se puder. glauberpsantos@hotmail.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tenho um primo que ainda está bem de saúde e beira os seus 67 anos e ele foi trocador, como denominávamos na época, ou cobrador como queiram hoje... Ele reside no bairro Jardim Violeta, em Messejana... e ingressou na Empresa Bons Amigos, mais ou menos entre 1970 e 1972, fazendo a linha José Bastos, que tinha como final a Rua Cosmonauta, aqui no Bonsucesso, quase defronte o terminal do Siqueira... O nome dele é Joaquim NAILTON Furtado de Menezes e é natural de Lavras da Mangabeira... Naquele época ele tinha no lenço um monte de moedas de 1 centavo para passar troco kkkkk e mamãe, fazia pela manhã um arroz branco e ele levava em sacos plásticos para seu digamos, almôço... é que ele tinha uma asia muito forte e evitava comidas que o fizesse mal maior...

      Excluir
  4. Gostaria muito de saber a trajetória da Santa Cecília 36

    ResponderExcluir
  5. Trabalhei de cobrador na Bons Amigos em 1979 e 1985 e tambem o meu primo conhecido como 12, ele trabalhava soltando os carro logo pela madrugada muitos anos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como vc se chama? Tô atrás de algumas pessoas q trabalhavam nessa época.

      Excluir
  6. Nasci e continuo até hj no Bairro Jóquei Clube, estudei o ginásio no colégio Demócrito Rocha, com certeza tenho boas lembranças da saudosa Bons Amigos. Bons tempos.

    ResponderExcluir
  7. Em Taguatinga DF por volta de 1985 ou 1986 veio um modelo Caio Bela Vista com as cores desta empresa, provavelmente vendido para um particular, porém o novo dono manteve a pintura original (igual a esta da foto deste Caio Amélia no cruzamento visto de cima). Ele fazia a linha Taguatinga-Girassol bem nos primórdios quando a região ainda não era habitada e tinha uns poucos moradores. Região esta que hoje se denomina a área do entorno norte do Distrito Federal (Àguas Lindas de Goiás - antigo Parque da Barragem e Girassol que foi incorporado ao distrito de Cocalzinho).

    ResponderExcluir
  8. Eu Amo muito As Linhas Que Ele Dava

    ResponderExcluir
  9. Tinha um motorista chamado Caucaia, o carro dele era 18 eu tinha 8 anos me lembro como se fosse hoje, que tempo bom que não volta mais

    ResponderExcluir
  10. Tinho motorista chamado Caucaia, o ônibus dele era 18 fazer a linha Demócrito Rocha, na época eu tinha 8 anos me lembro como se fosse hoje

    ResponderExcluir
  11. meu pai era o Alves, Lineu Machado. bom saber a história da empresa, pois cresci ouvindo as histórias e lembro de criança ir algumas vezes com meu pai, no final do dia , fechava as janelas, me achando o trabalhador rs

    ResponderExcluir
  12. Enpresa maravilhosa principalmente quando meu pai era trocador conhecido como número 121

    ResponderExcluir

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.