Header Ads

ad

Fretcar assume linhas do lote 5

O impasse acabou. Depois de ter a sua legabilidade questionada na justiça, as linhas do lote 5 já estão sendo operadas pela Fretcar Transporte e Turismo. 

Em 2009 o governo dividiu o estado do Ceará em bacias. No total foram oito, das quais cinco empresas levaram os lotes disponíveis: São Benedito, Expresso Guanabara, Princesa dos Inhamuns, Fretcar e Via Metro. No final do mesmo ano o novo sistema passou a entrar em vigor. Mesmo com ônibus novos, as demais empresas que não participaram ou não venceram a licitação tiveram que encerrar as atividades ou permanecer realizando serviços de fretamento.
 
O lote que estava pendente era o de número 5, tem Itapipoca como município pólo, e as empresas classificadas irão operar no litoral oeste, inclusive Paracuru e Paraipaba. A concorrência foi aberta em  03 de junho de 2009, data em que o Tribunal de Justiça já houvera cassado dezenas de liminares em processos interpostos por médios e pequenos empresários inconformados com as exigências contidas no edital. Uns estrilaram até sem razão, porque ficaram de fora por falta de condições para atender exigências básicas. Outros participaram mas não conseguiram êxito.

O julgamento das propostas técnicas teve continuidade em 4 e 29 de setembro de 2009. Já em 26 de abril de 2010, na fase de habilitação, como  terceira e última etapa da disputa, foram julgados os recursos mútuos das empresas Fretcar Transporte e Turismo Ltda., Expresso Serrano e Asa Branca Transportes e Turismo, finalizando em 6 de maio, com a declaração das três como habilitadas. Apesar das impugnações, os pontos atribuídas nos critérios de classificação não alteraram a posição de Fretcar como primeira colocada.

Segundo o DETRAN-CE, a frota de ônibus da empresa vencedora deverá guardar conformidade com as características exigidas no Edital de Licitação, sem falar que a empresa poderá absorver boa parte dos profissionais de outras que atuavam nas linhas.

2 comentários:

  1. É possível o site disponibilizar tal edital de licitação ou de exigências das empresas, a fim de que nós passageiros possamos fiscalizar as próprias empresas?
    As mudanças são boas para os passageiros, mas para cidades próximas a região metropolitana, como Paraipaba e Paracuru, não chega a atender a necessidade de todos os passageiros, bem como na estrutura oferecida pela empresa, por ainda não conhecer a região, sua demanda e o nível dos interessados em seu uso.

    ResponderExcluir
  2. Mais uma vez muitos pais de familia estão desempregados. Numa licitação dessas não é so motorista e cobrador que perde o emprego não, e sim vários profissionais. Hoje eu tenho vergonha em dizer que moro no CEARÁ e principalmente com esses governantes que nós temos que acabou com as duas empresas mais antigas do estado.

    ResponderExcluir

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.