segunda-feira, 25 de maio de 2015

Raimundo Ferreira: Um nordestino de boa estirpe

O interesse pelo aprendizado, por novos conhecimentos e informações sempre foi característica marcante em Raimundo Ferreira. Ele acredita que o ser humano deve ser eternamente realimentado e reciclado por novos conhecimentos, através do que observa, ouve, debate e cada vez mais aprende.

Os estudos iniciou na cidade interiorana de Várzea Alegre, local, inclusive, onde nasceu aos 6 de março de 1931. E, foi no Grupo Escolar José Correia que escreveu suas primeiras letras. Mas, a continuidade aos estudos foram ministrados por sua prima, a professora Luiza Norões, até preparar-se para prestar exame de admissão do Ginásio Alfredo Dantas em Campina Grande, onde concluiu o ginasial em 1949. Já o 1º e 2º ano científicos foram cursados em Fortaleza no Colégio São João, curso que não chegou a concluir, pois Raimundo apesar de interessar-se pelo aprendizado não se enquadrava na categoria de jovens que sonhava com o diploma de médico ou advogado, ideal comum na época. Seu sonho era ser “empresário”. E, determinado a isso cessou os estudos retornando a Campina Grande. Já com planos em mente logo instala um serviço de auto falante e uma indústria de fundo de quintal.

Mas, Raimundo desejava ser um grande empresário e tinha com isso grandes sonhos. Foi assim, que guiando-se por uma de suas características mais fortes, ousadia, que fez viagem à cidade de Crato para lá associar-se com apenas um ônibus ao Sr. Chagas Bezerra, proprietário da Viação Varzealegrense, com linhas para o sul e diversos estados nordestinos.
Viação Brasília (1958-2009) primeria empresa de Raimundo Ferreira
Essa sociedade permaneceu até 1958, quando Raimundo se transferiu para Cajazeiras na Paraíba, fundando sob os auspícios de seu então amigo Juscelino Kubistchek a Viação Brasília, o que segundo ele é a sua “menina dos olhos”.

E com apenas três ônibus constituindo a Viação Brasília, que ligava o nordeste a São Paulo uma vez por semana, Raimundo sonhava em fazê-la crescer e para tanto não faltou seu pulso forte como empreendedor e empresário. E apesar de simplório foi com muita garra e ousadia que soube fazer crescer não somente a empresa, mas todo um Grupo Empresarial que chama-se Grupo Empresarial Raimundo Ferreira, que há alguns anos atrás era composto por apenas duas empresas genuinamente caririenses: A Viação Brasília e a Rápido Juazeiro, e atualmente as atividades do Grupo vão desde o transporte de passageiros e cargas, administração de terminais rodoviários, hotéis, área de lazer e promoções de passeios turísticos.
Rápido Juazeiro (1970-2005)
Raimundo, por solicitação de amigos, andou envolvendo-se com política, sendo candidato a prefeito de Cajazeiras pelo MDB, fazendo oposição a ARENA o que lhe motivou a derrota por 138 votos num universo de 13 mil eleitores. Ele, que não tem formação que se assemelhe a dos políticos, resolve não continuar na vida pública e passa a dedicar-se exclusivamente às suas empresas, o que lhe tem rendido tamanho sucesso como empresário.
Rio Negro (1968-2005) Sob administração de Raimundo Ferreira a partir de 1983
A história de Raimundo Ferreira é por melhor contada através da grande folha de serviços prestados a uma enorme área dos estados do Nordeste: Ceará, Pernambuco, Bahia e outros.

Rodoviária Antônio Ferreira em Cajazeiras-PB
Metódico, acorda diariamente às 5:00 da manhã, telefona para seus escritórios para obter informações sobre o funcionamento dos mesmos forma pela qual verifica a manutenção da qualidade no atendimento aos usuários, pois segundo ele: “Sem passageiros, não existe empresa de transportes, eles são nosso sustentáculo e devemos respeitá-los”.

Espírito público apesar de não político, assim é Raimundo, e com bom tirocínio empresarial, o que lhe é muito peculiar, sentiu a necessidade de um terminal rodoviário em Cajazeiras e o construiu, com seus próprios recursos, o Edifício Antônio Ferreira, o primeiro terminal rodoviário da Paraíba, dotado de instalações para agencias das diversas empresas existentes, hotel, lanchonetes e área de lazer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.

© 2010-2016. Fortalbus Busólogos - Todos os direitos reservados