quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

Fortaleza: Passageiros enfrentam falta de informação no terminal Antônio Bezerra

Após mais de quatro anos de espera, a primeira etapa do novo Terminal Antônio Bezerra foi entregue. Mas os passageiros que passaram pelo local, na tarde de ontem, enfrentaram muita desinformação por causa das alterações ocorridas com o início da operação do novo terminal.

Logo quando entravam no espaço, os usuários demonstravam desorientação, por não conhecer o local. Por isso, a todo o momento, os auxiliares da Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) eram abordados pelos passageiros para saber aonde poderiam pegar o ônibus e, assim, seguir viagem.

O túnel de acesso às plataformas também chamou atenção, pois agora não é preciso mais passar entre os ônibus para acessar as plataformas. Para os idosos, andar por essa área pode ser uma dificuldade na hora de pegar o coletivo.

A dona de casa Eleonora Pereira Alencar acredita que os passageiros vão precisar de tempo para conseguir se acostumar com as diversas mudanças que começaram ontem. "Hoje, está uma loucura, porque tudo é novidade. Acredito que vai melhorar quando a gente se acostumar com as novidades", disse.

Requalificação
De acordo com a Prefeitura, a obra integra o Programa de Transporte Urbano de Fortaleza (Transfor) e terá sequência com a reconstrução da área antiga do terminal, cuja entrega está prevista para agosto deste ano. Com a requalificação, orçada em aproximadamente R$ 17 milhões, o espaço aumentará de 12 mil m² para 29 mil m². 

Quando a segunda etapa do terminal for entregue, a ideia é que esta seção seja somente para os transportes coletivos que transitarão nos corredores exclusivos da cidade. Para garantir o funcionamento das 46 linhas de ônibus que passam pelo local, a Etufor ampliou o número de auxiliares para orientar os passageiros, de 12 para 32 em cada turno. 

O novo equipamento disponibiliza plataformas de embarque e desembarque com o objetivo de melhorar a acessibilidade aos ônibus, piso industrial, bicicletário, prédio para a Administração do terminal, posto de controle, cobertura em estrutura metálica, pavimento rígido para circulação de ônibus e auditório, além de rampas e túnel de acesso às plataformas para evitar o cruzamento entre os pedestres e os ônibus.
Com informações: Diário do Nordeste

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.

© 2010-2016. Fortalbus Busólogos - Todos os direitos reservados