terça-feira, 21 de janeiro de 2014

Primeira fase do novo terminal de Antônio Bezerra é inaugurado

Por Fortalbus
As operações da 1ª fase do novo Terminal Antônio Bezerra tiveram início na madrugada dessa segunda-feira. São duas plataformas que abrigam as 47 linhas de ônibus que circulam no local diariamente. O terminal antigo já está desativado e será demolido em breve, de modo a dar continuidade às obras referente à 2ª fase. O primeiro dia da mudança foi marcado pela desorientação e pelo aperto nas filas.

Quem chegava ao terminal, de cara estranhava a novidade. A primeira delas, a travessia entre plataformas agora é realizada através de um túnel, e não mais pela mesma pista em que trafegam os coletivos. Com essa medida, visa-se impedir que acidentes aconteçam no conflito entre ônibus e usuários. Mesmo com a boa intenção em prevenir imprevistos, usuários queixavam-se das grandes possibilidades de criminosos agirem no interior da travessia, se não houver segurança efetiva, principalmente nos horários de menor movimentação.

Para "forçar" os passageiros a utilizarem o túnel, uma fileira de grades demarcava os sentidos de cada pista, além de obstruir a passagem de pedestres. Mesmo assim, não era difícil presenciar pessoas caminhando entre os coletivos.
Passageiros ignorando os túneis de acesso as plataformas
Pela manhã, era grande a concentração de pessoas em linhas que se dirigem para as zonas mais centrais. As filas se localizam justamente na região da plataforma mais estreita (A), onde se localiza a bilheteria e administração. No final dessa mesma plataforma, outras filas estavam abrigadas sob barracos de lona. Esta mesma região não deverá abrigar linhas de ônibus quando do funcionamento pleno do terminal.

Apesar da extensão das plataformas, elas já demonstravam não atender com eficiência o embarque e desembarque, o que já era esperado, visto que o terminal opera em caráter provisório. Os boxes também funcionam em estruturas improvisadas, junto aos tapumes que separam a atual estrutura do canteiro de obras que continuará com os trabalhos de ampliação. 

O prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, descerrou a placa de inauguração depois das 9h30. Em razão de uma manifestação contra a atual gestão da ETUFOR do lado externo, o prefeito realizou sua fala de dentro da administração do terminal, onde somente a imprensa teve acesso e o público apenas pôde acompanhar através das caixas de som.
Linhas como 26, 79, 28 e 250 estão sob toldos provisórios
Em sua fala, o gestor falou de prestação de contas e de prazos. Neste caso, o novo terminal está previsto para ser entregue em agosto deste ano. Ainda segundo RC, tão logo seja entregue, entrará em operação a 1ª etapa do BRT Antônio Bezerra/Papicu. Essa etapa ligará o Terminal Antônio Bezerra até o Centro, por meio de um corredor exclusivo junto ao canteiro central da Avenida Bezerra de Menezes.

A linha será operada por ônibus articulados com piso baixo, cuja operação será viabilizada com as novas instalações do terminal e paradas localizadas no canteiro central ao longo do percurso. Depois de concluída outras intervenções no Cocó (previsto para outubro deste ano) e no Terminal do Papicu (previsto para o segundo semestre de 2015), será implantada a 2ª fase do corredor que compreenderá toda a sua totalidade. Em seguida, os gestores municipais realizaram uma visita pelas dependências do terminal.

Segundo a ETUFOR, fiscais estarão de prontidão para atender às solicitações dos usuários, além do efetivo disponibilizado pelo Sindiônibus. Apesar do tumulto registrado nesse primeiro dia, a expectativa é a de que, conforme as pessoas se habituem ao novo espaço, mais ordenado será as operações.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.

© 2010-2016. Fortalbus Busólogos - Todos os direitos reservados