quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

Fortaleza: Ônibus Híbrido inicia operações em fase experimental

Por Fortalbus
Em meio à uma imensidão azul nas ruas e avenidas de Fortaleza, um pontinho verde conseguiu atrair a atenção de todos os transeuntes e usuários do transporte coletivo nessa quarta-feira (12). O verde predominante integra a identidade visual do Hibribus, ônibus que é movido com dois motores, um elétrico e outro à diesel, em paralelo ou separadamente. O principal benefício que o veículo carrega é a redução da emissão de poluentes, que pode chegar em até 90%. Veja detalhes.

O Hibribus está sendo testado pela São José Transporte Urbano, onde ganhou o prefixo 12299, e está operando na linha 075 - Campus do Pici/Unifor. Outros diferenciais merecem destaque: o modelo que está sobre o chassi fabricado pela Volvo, um Viale BRT, que traz um design arrojado e futurista, conferindo mais beleza ao ônibus, o embarque pela porta dianteira, visto que o veículo atende às configurações de Curitiba, cidade que já conta com 30 modelos similares em operação, sem contar na suspensão à ar e câmbio automático, proporcionando maior comodidade ao motorista.

Muitos usuários olhavam a novidade com surpresa. A começar pelo embarque, muitos se dirigiam até a porta traseira, como de costume, mas eram informados por outros passageiros de que o embarque é feito pela dianteira. Alguns afirmavam que era "para os turistas da Copa", face aos projetos que estão previstos para a mobilidade urbana no período dos jogos, mas admitiam todo o ar de modernidade que o ônibus transmitia.

Algumas ressalvas devem ser feitas, como a configuração de janelas, do tipo "gaúcha", onde há abertura apenas na parte superior, enquanto a parte inferior é fechada. Para o clima de Fortaleza, a ventilação no interior do veículo fica comprometida. Apesar de dois climatizadores ligados, o calor no interior era mais forte no momento em que conferíamos a novidade. Outro ponto que interferiu nas operações, e que é reclamação constante entre os motoristas, diz respeito às condições da malha viária. Avenidas como 13 de Maio e Pontes Vieira apresentam alguns desníveis ou buracos no asfalto, que podem comprometer a estrutura do veículo.

O ônibus permanecerá em teste durante todo o mês de fevereiro, mas não há a confirmação de quanto tempo permanecerá na São José. A proposta é apresentar o Hibribus às demais empresas de Fortaleza para a realização de testes. Se os resultados forem positivos, a intenção, segundo a ETUFOR, é de que sejam adquiridos novas unidades do chassi para integrarem a frota operante.

Aguardamos com expectativa que suas operações pelas vias da cidade sejam bem-sucedidas e que, caso aprovados, sejam adaptados à realidade local. Dessa forma, garantiria a satisfação dos usuários que andarão em um ônibus com conforto, segurança e ecologicamente sustentável.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.

© 2010-2016. Fortalbus Busólogos - Todos os direitos reservados