quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

Fortaleza: Usuários de transporte coletivo reclamam da altura de assentos nas paradas de ônibus

Ao passar pela avenida 13 de Maio, no Bairro de Fátima, em Fortaleza, poucas pessoas são vistas sentadas nos bancos das paradas de ônibus. São baixos demais. Afinal, a distância do chão para o assento mede apenas cerca de 40 cm. Apesar da demora dos coletivos, é melhor esperar em pé. 

O estudante Antônio Viana, de 28 anos, diariamente espera por ônibus na avenida. Há dois anos, reclama da altura dos assentos nas paradas dos coletivos. Por isso prefere sentar na barra de ferro, que funciona como suporte para o banco. “Aqui, apesar de ser desconfortável, é bem mais alto”, diz. 

Segundo Viana, a altura prejudica principalmente os idosos, que têm de esperar o coletivo em pé. “Para eles é muito ruim, até o próprio encosto do banco é ruim”, afirma. 

A montadora Maria do Carmo, de 43 anos, acrescenta que para crianças o assento também é baixo. “Nem para criança presta. Esses bancos servem só para a gente sentar na barra de ferro e colocar os pés em cima deles”, brinca. 

As paradas com os assentos desproporcionais estão localizadas na avenida 13 de Maio, cruzamento com as ruas Solón Pinheiro e Conselheiro Tristão. 

Segundo a Empresa de Transporte Coletivo de Fortaleza (Etufor), será possível fazer a elevação do banco, sem precisar substituir o equipamento. “O banco rebaixado não é um modelo e ele não vai ser seguido. Será feito o ajuste após a elevação do passeio”, informou a Etufor, por meio de nota. 

Para haver manutenção das paradas, a população deve informar o problema ao órgão, por meio da ouvidoria pelo telefone (85) 3452.9292 ou no endereço Avenida dos Expedicionários, 5677. “Após receber a demanda, a Etufor fará visita técnica ao local e irá providenciar o ajuste para o problema”. 

Paradas inadequadas 
Em janeiro deste ano, 25% das paradas de ônibus em Fortaleza tinham infraestrutura inadequada. Das 4.914 paradas, apenas 1.252 têm abrigos com banco de espera e cobertura. A Etufor informou que a meta para este ano é ampliar o número de abrigos na cidade, principalmente em locais que possuem apenas as placas.

No entanto, a instalação dos abrigos, segundo a empresa, deve seguir algumas normas, como tamanho da calçada e tipo de pavimento. “Existem locais na cidade que não estão aptos para receber as estruturas, por isso permanecem com as placas”.
Fonte: Tribuna do Ceará

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.

© 2010-2016. Fortalbus Busólogos - Todos os direitos reservados