sexta-feira, 21 de março de 2014

Empresas tradicionais do Ceará: Redenção

Por Rafael Fontenele
Todos os dias quando venho cedinho ao trabalho, um ônibus da Redenção cruza comigo em direção ao Pecém, pois está realizando transporte de funcionários da fábrica Wobben, localizada às margens da CE 085, mais conhecida como Rodovia Estruturante.

Sempre vem ao pensamento às inúmeras vezes que precisei ir ao interior e tive de embarcar em um carro da Redenção, muitas vezes para Quixadá visitar parentes ou até mesmo em Acaraú rever amigos da minha família, mas no mesmo instante a tristeza toma conta da lembrança quando lembro que a mesma não atua mais no transporte regular de passageiros desde o ano de 2009, ano que ocorreu a licitação, onde inúmeras empresas tradicionais de nosso Estado deixaram de trafegar transportando passageiros efetivos de anos e anos.
Garagem na década de 1990
Expresso Serrano, Ipú Brasília, Horizonte, Rápido Limoeiro, Uruburetama, Vale do Jaguaribe, Crateús e Redenção são sempre lembradas por nós busólogos em conversas na Rodoviária e nos encontros nas empresas.

A Redenção, empresa genuinamente cearense, tem uma das histórias mais interessantes, foi a primeira a ter um ônibus rodoviário em nosso Estado, um Ford, motor 8 cilindros do ano de 1936, com capacidade para 42 passageiros, suspensão traseira e equipado com rádio. Trafegava apenas no verão e o próprio dono Sr. José Guilherme fazia os reparos na estrada, por falar em Sr. José Guilherme, o mesmo acumulava as funções de motorista e cobrador.
Ônibus Ciferal na década de 1970
Além de pioneira, também inovou ao trazer ao Ceará no final da década de 90, dois veículos de dois andares, da marca Marcopolo, carroceria Paradiso 1800DD, motor Mercedes-Benz O-400RSD, que trazia inúmeras novidades para a época como: Vídeo Cassete, Ar condicionado, telefone, circuito interno de câmeras, barzinho, salão de jogos e cafeteira. Eu tive o prazer de viajar em um dos veículos com destino a Jericoacoara.
Os primeiros ônibus dois-pisos do Ceará adquiridos em 1999
Com a licitação, a Redenção deixou de operar no sistema de transporte regular de passageiros, onde atuava desde a década de 1930, passando então a concentrar-se no transporte de fretamento continuo e eventual no Estado do Ceará, além de operar a linha São Luis x Candido Mendes, no Estado do Maranhão. 

Atualmente, conta com 22 ônibus na frota, que possuem três pinturas diferentes, são elas: 

A mais antiga, padrão adotado em 1999 e que possui a cor predominante branca com faixas nas cores tradicionais da empresa:

A segunda, identidade criada em 2005 e que considero a mais bonita. Traz as cores laranja com branco, além do cinza com azul:

E a mais atual, cinza com a grafia estilizada:

Sempre que precisei fretar algum veículo da Redenção, fui bem tratado desde a hora da assinatura do contrato até o final da viagem. Com 78 anos de atuação do segmento de transporte coletivo de passageiros no Estado e participante ativa no desenvolvimento de várias cidades do interior, a empresa continua prestando bons serviços aos seus clientes sempre que requisitada.

Confira aqui o histórico da Redenção Transporte e Turismo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.

© 2010-2016. Fortalbus Busólogos - Todos os direitos reservados