quinta-feira, 6 de março de 2014

Fortaleza: Operação Coletivo Seguro combaterá assaltos em ônibus

O presidente do Sindiônibus, Dimas Barreira, apresentou à imprensa as providências tomadas pelo Sindicato para o atendimento às necessidades de deslocamento da população devido à onda de ataques aos coletivos ocorridos. Em entrevista, Dimas ressaltou a atuação preponderante da polícia que garantiu o funcionamento dos ‘corujões’ ao colocar escolta da Polícia e o lançamento da operação Coletivo Seguro. A operação Coletivo Seguro é um conjunto de ações estratégicas e integradas no combate à violência urbana, que a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Estado do Ceará (SSPDS/CE) lançou. 

A iniciativa irá integrar ações da Polícia Militar e Civil no combate a assaltos, bem como outras práticas criminosas no interior de ônibus, micro-ônibus e vans que circulam diariamente pelas seis Áreas Integradas de Segurança (AIS) da Capital. 

Cerca de 55 linhas serão contempladas. A estratégia da Operação Coletivo Seguro prevê ações que abrangem abordagens e revistas pessoais de passageiros, além de um trabalho de inteligência com policiais dentro dos coletivos. O levantamento dessas ações criminosas foi feito com base nas estatísticas oficiais da SSPDS e em informações repassadas pelo Sindiônibus e Sindivans. Até o momento, oito pessoas já foram presas após o início das operações. Nenhum novo atentado foi registrado.
Com informaçoes: Sindiônibus

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.

© 2010-2016. Fortalbus Busólogos - Todos os direitos reservados