domingo, 2 de março de 2014

Mercado: Licenciamentos da Agrale crescem 35%

A Agrale encerrou o ano passado com o licenciamento de 8,4 mil veículos ao mercado interno. O número é 35% superior ao consolidado em 2012 e teve influência decisiva da venda de chassis de ônibus, que aumentou 65%, para 5 mil 828 unidades. Boa parte foi absorvida pela Marcopolo na produção de veículos Volare para o programa federal Caminho da Escola. 

De acordo com a direção da Agrale o faturamento do ano passado superou R$ 1 bilhão 250 milhões, alta de 17% sobre 2013. A expectativa da diretoria para 2014 é de cautela. Seu presidente, Hugo Zattera, em outubro, destacara que o ambiente interno não é favorável, principalmente pela constatação de que a política de estimular a economia por meio do consumo chegou ao limite. Para ele existe uma crise e a recuperação tende a ser lenta. Ainda assim o dirigente projetou expansão de 6% nas vendas nacionais de caminhões e ônibus e de até 10% em tratores. 

Diante da nova situação cambial, com o real desvalorizado, o mercado externo surge como alternativa para suprir eventual estagnação interna. Para Hugo Zattera a nova relação da moeda brasileira com o dólar permitirá a recuperação de mercados perdidos em anos anteriores para outros países. Atualmente pouco mais de 5% da receita da empresa têm origem nos negócios externos, que já representaram de 27% a 28% no passado. 

Para manter o ritmo de crescimento a Agrale espera por avanços nas vendas dos seus recentes lançamentos, como os chassis de ônibus de 17 toneladas, os tratores médios da linha 500 e as novas viaturas militares Marruá de 1,5 toneladas e de 2,5 toneladas, versão 4×4. Segundo Zattera a empresa produziu, no ano passado, média mensal de cem unidades de modelos Marruá, a maioria destinada às Forças Armadas. 
Com informações: Autodata

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.

© 2010-2016. Fortalbus Busólogos - Todos os direitos reservados