quinta-feira, 24 de abril de 2014

Fortaleza: Velocidade média vai duplicar com implantação dos ônibus BRT

Começam no próximo dia 2 de maio as obras de implantação das dez estações para embarque e desembarque do BRTs (Bus Rapid Transit), que são corredores exclusivos para ônibus, na avenida Bezerra de Menezes. De acordo com a Prefeitura, em agosto, as quatro faixas (duas em cada sentido) ao lado do canteiro central da via serão utilizadas apenas pelo transporte público e as quatro faixas mais próximas das calçadas (duas em cada sentido), que atualmente funcionam como faixas para o BRS (Bus Rapid Service), serão restituídas para o trânsito de veículos particulares. 

A implantação do BRT Antônio Bezerra/Centro resultará em uma mudança da infraestrutura no transporte. Segundo o secretário-executivo da Secretaria da Infraestrutura (Seinf), Roberto Resende, o BRT possui um sistema mais rígido e será exclusivo para o transporte coletivo, impossibilitando o tráfego de veículos particulares. 

"Com o BRT, o transporte coletivo ficará mais rápido. Em alguns trechos a velocidade vai triplicar e a velocidade média duplicará", garante o secretário. 

O corredor Antônio Bezerra/Centro é a primeira etapa do BRT Antonio Bezerra/Papicu que será implantado em duas fases. A primeira etapa liga o Terminal Antônio Bezerra ao Centro, por meio da Avenida Bezerra de Menezes. Esse primeiro trecho independe da finalização da obra no entroncamento das Avenidas Engenheiro Santana Júnior e Antônio Sales, que será utilizado somente na implantação da segunda etapa do corredor que ligará o Terminal Antônio Bezerra ao Terminal do Papicu, obra prevista para ser concluída até o mês de outubro deste ano. De acordo com a Seinf, serão construídos 70 novos quilômetros de corredores expressos de ônibus. 

O Ministério das Cidades criou três escalas para classificar a intensidade do BRT: leve, médio e pesado. A implantação na Capital cearense seguirá os padrões intermediários. Segundo o secretário-executivo, o serviço que será implantado em Fortaleza possui um sistema mais flexível. 

A flexibilidade vai ocorrer no sentido dos embarques e desembarques. Os BRTs terão duas portas para a entrada e saída de passageiros, uma na parte direita do ônibus e outra na esquerda. Isso por que haverá trechos que os coletivos vão passar por estações instaladas do lado esquerdo da via, no canteiro central, como a avenida Bezerra de Menezes, e em outras pelo lado direito, como em vias de sentido único. 

Os BRTs terão ar-condicionado e o piso baixo, característica que servirá para os passageiros não subirem, nem descerem degrau no acesso ao ônibus. De acordo com a Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor), a tarifa cobrada nos coletivos locais serão a mesma utilizada no novo serviço. 

BRS na avenida Bezerra de Menezes 
O BRS foi inaugurado em agosto de 2012. Caso o BRT seja concluído no mesmo mês em 2014, como está previsto pela Seinf, o antigo serviço vai ter durado dois anos. O secretário-executivo do órgão não classifica a implantação do BRS como um erro, mas como uma opção da gestão anterior. "O planejamento original era implantar o BRT, o programa começou antes de 2005. Foi uma opção da gestão anterior que não quis. Nós estamos com outro foco e vamos seguir a concepção original", disse Roberto Resende.
Com informações: O Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.

© 2010-2016. Fortalbus Busólogos - Todos os direitos reservados