domingo, 6 de abril de 2014

Pinturas de ônibus: Uma conversa com Armando Villela

Hoje trazemos uma conversa bem especial que tivemos com Armando Villela, da Villela Design, empresa que trabalha com pinturas de ônibus. Confira e fique por dentro de várias curiosidades sobre o assunto: 

Quais são as etapas que envolvem o processo? 
O processo de criação se inicia com o primeiro contato com o cliente. Nesse momento temos a ideia básica do que será o projeto, da intenção do cliente e da necessidade da empresa. Podemos também avaliar o gosto e o estilo do cliente, para que o trabalho criado esteja dentro das expectativas. Após isso o projeto é criado, com as variações previstas dentro do que foi planejado, e após a apresentação, são feitos os ajustes finais caso seja necessário. Com o projeto aprovado, fazemos o detalhamento da aplicação da pintura, com medidas, tintas e adesivos. 

Existe alguma dificuldade ao pensar em designs nos tamanhos dos ônibus? 
Não existe essa dificuldade porque o projeto sempre é criado em tamanho reduzido. Com todos esses anos criando esse tipo de projeto, a experência nos faz ter uma visão do resultado final na dimensão original do ônibus, e isso ajuda muito no processo. No papel ou na tela do computador o efeito pode não ser o mesmo. 

Quais as principais diferenças entre desenvolver um design regular e uma decorativa? 
O projeto decorativo nos permite uma maior liberdade de criação. Nesses casos, em geral, se busca um visual mais agressivo, com maior impacto, e não há a preocupação com a praticidade. Nos casos de linhas regulares, os empresários estão, na maioria das vezes, muito preocupados com a aplicação e manutenção da pintura, com a facilidade de reparos e menos tempo de frota parada. E isso torna o processo da criação ainda mais difícil, porque temos que inovar a cada projeto, criar algo novo, mas com limites de produção que algumas vezes fazem com que certas ideias possam não funcionar de modo prático.
Fonte: Juntos a Bordo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.

© 2010-2016. Fortalbus Busólogos - Todos os direitos reservados