quarta-feira, 28 de maio de 2014

Fortaleza: Avenida Bezerra de Menezes em obras, até quando?

Por Fortalbus
Inaugurada no século passado, a Avenida Bezerra de Menezes passou a fazer parte da história de Fortaleza ao se tornar o principal elo de ligação entre o Centro e a região Oeste da cidade, bem como a via de acesso entre Fortaleza e o município de Caucaia na Região Metropolitana de Fortaleza. Segundo o historiador Álbio Sales, “No início do século passado, a zona urbana de Fortaleza terminava no final da atual Bezerra de Menezes, ali próximo a Faculdade de Agronomia da Universidade Federal do Ceará, o Bairro de Antônio Bezerra que na época se chamava “Barro Vermelho” era zona rural”.

Com o passar do tempo, as residências deixaram de ser predominantes e o comércio passou a estar presente em toda a sua extensão. Lembro que onde hoje está o Shopping, havia um mercantil e vizinho onde há inúmeros prédios, era mato com um riacho que hoje está canalizado.

Como estudava em Fortaleza e morava em Caucaia, acompanhei inúmeras mudanças que a avenida passou através dos anos, não consigo recordar, se houve um ano sequer que algum trecho dela ficou sem obras. Seja para a retirada dos retornos do canteiro central ou de algum conserto nas galerias de esgoto ou ainda na colocação da tubulação de gás que por ali passa. O congestionamento é algo sempre presente e nem mesmo com a implantação das faixas preferenciais para ônibus deixou de fazer parte do dia a dia da avenida.

Até 2012, cinco pontos de congestionamentos eram comuns, eram eles: No sentido Caucaia / Fortaleza, na entrada da avenida, no sinal com a Humberto Monte e já chegando ao Mercado São Sebastião. No sentido Fortaleza / Caucaia, eram eles: No sinal próximo ao Instituto dos Cegos, No sinal com a Olavo Bilac e no sinal com a Humberto Monte. Mas depois da implantação das faixas exclusivas o que mudou?

As obras novamente fazem parte do dia a dia da via, desta vez, para a implantação das paradas exclusivas no canteiro central, as faixas para ônibus sairão da direita para a esquerda da via, resolvendo assim um pedido feito pelos comerciantes que estavam se sentindo prejudicados. A intervenção no canteiro central acontece nesse período entre as Ruas Pedro de Queiros e Érico Mota, tomando uma faixa e meia no sentido Fortaleza / Caucaia.

Atualmente, 22 linhas de ônibus urbanas e 04 do sistema complementar passam pela avenida, sem contar nos ônibus das linhas metropolitanas. Acreditamos que, com o novo desenho de circulação de veículos na via as obras sejam findadas e passemos por muitos anos com este modelo para o transporte.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.

© 2010-2016. Fortalbus Busólogos - Todos os direitos reservados