quinta-feira, 8 de maio de 2014

Fortaleza: Estudantes bloqueiam acesso ao Terminal de Messejana em protesto

O terminal da Messejana foi cenário de manifestações e confrontos entre estudantes e a Polícia. Durante o dia, por duas vezes, os jovens foram ao local para reivindicar contra o atraso na entrega das novas carteiras de estudante, que estão em vigor desde o dia 1º de maio, enquanto os documentos antigos foram cancelados.

Pela manhã, cerca de 100 estudantes de escolas públicas se dirigiram ao terminal. Forças da Guarda Municipal de Fortaleza e do Comando Tático Motorizado (Cotam) foram acionadas rapidamente e se utilizaram de "munições de base controlada" - para tentar conter os estudantes e reestabelecer o fluxo normal dos ônibus, segundo o tenente do Cotam Paulo César.

O tenente ainda afirmou que, ao chegar ao terminal, a polícia acordou um prazo de 20 minutos para os manifestantes encerrarem o protesto e liberarem os portões de entrada e saída dos veículos, que eles barravam com um "cordão humano".

Segundo um dos estudantes, que preferiu não se identificar, o prazo foi de apenas oito minutos e, logo depois, os policiais atiraram bombas de gás lacrimogêneo e balas de borracha em direção aos manifestantes.

Tarde
Por volta das quatro horas da tarde, os estudantes voltaram a se manifestar no Terminal da Messejana, dessa vez em maior número. Cerca de 200 estudantes foram mais uma vez dispersos pela Guarda Municipal e pelo Comando Tático Motorizado (Cotam) do Batalhão de Polícia de Choque. 

"Nós estávamos sentados, quando a polícia jogou uma bomba de gás na gente. Alguns policiais ameaçaram bater em quem estivesse de farda, mas a maioria de nós temos menos de 18 anos", conta um estudante que não quis se identificar. Alguns alunos revidaram a ação da polícia, atirando pedras contra policiais e ônibus. Após a dispersão, um grupo de estudantes ainda se dirigiu à uma praça nas proximidades do terminal. No local, mais uma vez os estudantes atiraram pedras contra os policiais e alguns ônibus. A Polícia agiu com bombas de gás lacrimogêneo e tiros de balas de borracha. 

Agentes da Polícia afirmam ainda que algumas pessoas encapuzadas estavam na manifestação e acreditam que não se tratavam de estudantes. Não houveram detenções durante o dia. A Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) estima que pelo menos dez ônibus foram danificados durante a manifestação desta tarde. 

A movimentação durou cerca de uma hora e meia, com o terminal voltando a suas atividades normais. Uma equipe do Batalhão de Choque permaneceu no terminal, caso houvesse mais algum ato dos estudantes. 


Prazo das carteiras
Alguns estudantes alegaram que solicitaram as carteiras em fevereiro, dois meses antes do fim do prazo estipulado pela Etufor até o cancelamento dos documentos antigos. Afirmaram ainda não terem condições de pagar diariamente o preço da passagem inteira (R$ 2,20) para se deslocarem até a escola. 

Por meio da assessoria de imprensa, a Etufor afirma que todas as carteiras solicitadas com sucesso já foram entregues. No entanto, 8 mil estudantes ainda estão sem a carteirinha, pois a entrega foi emperrada pela falta de confirmação das matrículas pelas escolas. 

Alunos ainda podem fazer pedido de nova carteira 
Aqueles estudantes que ainda não realizaram o processo de solicitação da nova carteira de estudante ainda podem requerer o documento e fazer o cadastro da biometria facial. Segundo a Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor), o prazo para confecção é de 35 dias. 

Os alunos da rede pública de ensino devem fazer a solicitação na diretoria da própria escola, dirigindo em seguida a um dos postos do Bilhete Único para realizar o cadastro da biometria. O estudante deve portar um documento com foto e comprovante de endereço com CEP. 

Os alunos de escolas particulares devem emitir o boleto no site da Etufor, realizar o pagamento em uma agência lotérica e comparecer em um dos postos do Bilhete Único para realizar o cadastro da biometria. Também é preciso levar um documento com foto e um comprovante de endereço com CEP. 

Aqueles estudantes que já realizaram o cadastro da biometria facial não precisam repetir o processo, bastando solicitar o documento estudantil na instituição de ensino ou no site da Etufor. 

Requerimento 
Além da sede da Etufor, no bairro Vila União, os estudantes podem procurar também a sede do Sindiônibus, na Aerolândia ou os postos do Bilhete Único para requerer as carteirinhas. Os postos estão presentes nos terminais da Lagoa, do Conjunto Ceará, do Siqueira, da Parangaba, da Messejana, do Papicu e do Antônio Bezerra, além das praças Coração de Jesus e José de Alencar. 

Como avalia o processo de solicitação? 
"Acho que estamos recebendo um tratamento inadequado. Minha carteirinha está atrasada e eu gasto mais de 100 reais por mês só com o ônibus. Meus pais não têm condições de arcar com essa despesa" Layza Aline 

"Merecemos mais respeito. Cancelaram a carteira antiga sem entregar as novas e estamos pagando inteira. Nossos pais trabalham para que a gente vá todos os dias para o colégio, mas com esse gasto está difícil" Iagra Horrana
Por Ranniery Melo/DN Cidade

2 comentários:

  1. Uma sugestão, cuidado pessoal, as vezes as matérias da imprensa cearense nunca é com fatos concretos, principalmente o Sistema Verdes Mares, era pra terem frisado, que o confronto entre estudantes e policiais só houve porque a polícia truculenta começou, e ainda feriram alguns estudantes, eu estive lá e vi o "cenário da guerra" armado pela polícia e a Guarda Municipal foi lamentável esta atitude tanto do estado quanto da ETUFOR... #FICAADICA!!!

    Um abraço!

    ResponderExcluir

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.

© 2010-2016. Fortalbus Busólogos - Todos os direitos reservados