terça-feira, 17 de junho de 2014

A Trajetória da Expresso Vale do Jaguaribe

A história da Expresso Vale do Jaguaribe começa bem antes, em junho de 1950, quando Jaime Gomes da Silveira inicia uma linha de Russas a Fortaleza levando passageiros num caminhão misto. A vida profissional de Jaime estava apenas ganhando novos horizontes, pois era um apaixonado por veículos, e desde então, já dirigia um caminhão pelas estradas do sertão nordestino transportando diversos produtos regionais.

Jaime Gomes deixava a vida de caminhoneiro para ingressar no setor de transporte de passageiros, como o caminho que rodava era muito procurado pelos moradores da região, o negócio cresceu. Em 1958, já possuía uma frota de aproximadamente seis veículos transportando passageiros de Russas, Limoeiro do Norte e Jaguaruana com destino a Fortaleza. Naquele ano, Jaime Gomes registra formalmente sua Empresa como Auto Viação Russana.
Ônibus Ciferal "Flecha de Prata" 1962
Finalmente em julho de 1963, decide mudar a denominação de sua Empresa para Expresso Vale do Jaguaribe, transferindo também a sede de Russas para a capital Fortaleza. Em 1968, adquire as linhas de Iguatu, Icó, Várzea Alegre e Campos Sales da extinta Expresso de Luxo. Um ano depois, em sociedade com Maria Oliveira da Silveira, Jaime fundou a nova firma denominada Expresso Vale do Jaguaribe Ltda., com sede na Rua Padre Guerra, 135, no bairro Paulo Sarasate.
Monobloco Mercedes-Benz O-321 1959
Ônibus Magirus-Deutz
Em 1970, já atendia várias cidades como Limoeiro do Norte, Iguatu, Jaguaruana, Russas, São João do Jaguaribe, Tabuleiro do Norte, Cedro, Várzea Alegre, Campos Sales, Pereiro, Iracema e Quixeré. Em 1972, com 15 ônibus, adquire a linha Fortaleza – Cariús, passando por Chorozinho, Quixadá, Quixeramobim, Mineirolândia, Mombaça, Acopiara, Iguatu e Jucás. Esta linha era operada com ônibus confortáveis considerado de alto luxo, com serviço de bordo, toalete, música e lanche.

Continuando sua expansão, em 1976 adquire da Empresa Vale do Orós, as linhas Fortaleza - Orós via Icó e também Orós - Iguatú. Mais tarde em 1978, adquire da extinta Rápido Cascavel, sua primeira linha interestadual, Fortaleza – Pau dos Ferros (RN).
Garagem da Expresso Vale do Jaguaribe - Década de 70
No ano de 1977 surge a Expresso Rio Jaguaribe, ficando com as linhas de Ererê, Jaguaruana e Limoeiro do Norte. Em 1979, em decorrência da separação conjugal entre Jaime Gomes e Maria Oliveira da Silveira, ocorre a cisão da Empresa. A Vale do Jaguaribe segue com Jaime Gomes agora com novos sócios, entre eles Irismar Farias da Silveira, sua atual esposa.

Na década de 80, as duas empresas faziam a ligação entre a região do Jaguaribe e a capital. A Vale do Jaguaribe continua atendendo cidades como Iguatu, Icó, Jaguaribe, Saboeiro, Farias Brito, Lavras da Mangabeira, entre outras. A Expresso Rio Jaguaribe fica com a linha para Jaguaruana, originalmente da Vale desde idos de 1950. Em 2005, a Rio Jaguaribe concede as linha Fortaleza - Limoeiro do Norte e Fortaleza – Divisa (CE-PI) para a Rápido Limoeiro, esta ficando em atividade até 2009.

No início dos anos 90, a Vale do Jaguaribe adquire ônibus mais sofisticados com chassis Scania, iniciando em 1993 a linha interestadual Fortaleza – Caicó (RN). Em 1995, adquire os trucados modelo Galleggiante 3.60 Scania K-113, em 1996 os modelos Viaggio GV1150, com motor dianteiro Scania F-113. Desde então, todos os veículos seriam dotados de ar condicionado.
Comil com chassi Scania K-113TL
Viaggio GV1150 com chassi Scania F-113
Em 1998, a Empresa inicia a preferência pelos chassis Volkswagen e carrocerias Comil, adquirindo a partir daquele ano sempre o modelo Campione. A última aquisição foram dois ônibus modelo Vissta Buss LO com chassis Volkswagen 18-310 Titan.

Em 2000, Jaime Gomes da Silveira recebeu a medalha Mérito FETRONOR, na Categoria Fundadores (empresários), outorgada pela Federação das Empresas de Transportes de Passageiros do Nordeste. Em 2007, foi homenageado em Brasília pela Confederação Nacional do Transporte (CNT), com a entrega da Medalha Ordem do Mérito do Transporte Brasileiro – Medalha JK. A condecoração homenageia pessoas ou instituições que se destacam pela prestação de serviços relevantes ao setor de transporte.

Apesar da idade, o Sr. Jaime Gomes esteve em sempre à frente de sua Empresa, administrando cuidadosamente sua frota de ônibus, observando desde a limpeza da carroceria até a mecânica, sempre com o apoio de sua esposa e filhos.

Após 59 anos prestando serviços de transporte a população cearense, a Expresso Vale do Jaguaribe deixa de operar em linhas regulares, concedendo suas permissões para a Empresa São Benedito no ano de 2009. A Empresa continua atuando no ramo de transporte de cargas e também no fretamento de veículos com a Vale Azul Transporte e Turismo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.

© 2010-2016. Fortalbus Busólogos - Todos os direitos reservados