quarta-feira, 18 de junho de 2014

Conciliação encerra greve dos motoristas da Transbrasiliana

O Tribunal Regional do Trabalho da 22ªRegião - Piauí promoveu uma reunião de conciliação bem sucedida entre entre o SINTETRO (Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Rodoviários no Estado do Piauí) e os representantes da empresa de ônibus interestadual Transbrasiliana Transportes e Turismo LTDA e da Transbrasiliana Encomendas e Cargas LTDA, na manhã desta segunda-feira (16). A greve dos motoristas das empresas, que já durava oito dias, foi encerrada. 

O desembargador Manoel Edilson Cardoso, que presidiu a sessão, juntamente com o procurador do Trabalho, João Batista Machado Júnior, conseguiram costurar um acordo entre as duas partes encerrando o movimento, depois de muitos debates. 

Pelo acordo, as empresas se comprometeram a pagar os salários e os adiantamentos salariais em dia, sob pena de multa de R$ 25,00 por dia de atraso e para cada empregado prejudicado. Como a arrecadação desse mês foi afetada pela greve, ficou acordado que o adiantamento salarial do mês de junho de 2014 será pago até o quinto dia útil do mês de julho/2014, juntamente com a folha de pagamento do mês.

As empresas comprometem-se a ressacir todas as despesas comprovadas pelos empregados impedidos de fazer uso do plano de saúde, quando o plano for suspenso por falta de pagamento.

O ticket-alimentação e o vale transporte serão pagos no prazo legal e/ou convencionado em norma coletiva de trabalho, sob pena de multa de R$ 25,00 por dia de atraso e para cada empregado prejudicado.

Outro item da pauta de reivindicações atendido diz respeito ao intervalo interjornada, que deverá ser cumprido nos termos da convenção coletiva de trabalho, com o prazo de 11 horas de descanso para os motoristas, sob pena de multa de R$ 500,00 por dia de descumprimento injustificado e para cada empregado prejudicado.

Também ficou acordado que as empresas não vão descontar os dias parados em razão da greve. Os funcionários voltaram ao trabalho desde às 14 horas desta segunda.
Fonte: TRT Piauí

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.

© 2010-2016. Fortalbus Busólogos - Todos os direitos reservados