terça-feira, 3 de junho de 2014

Fortaleza: Empresas de ônibus rejeitam greve, motoristas param amanhã

Amanhã (4), está definida uma paralisação geral da categoria, que aguardará a negociação entre representantes dos rodoviários e de empresários de ônibus. A negociação será no Ministério do Trabalho e está prevista para o mesmo dia.

Os novos rumos da campanha salarial de 2014 dos trabalhadores foram definidos no sábado (31) em assembleias da categoria. Por unanimidade, os rodoviários da Capital decidiram deflagrar o estado de greve, com a realização de paralisações dos ônibus sem aviso prévio, além de mobilizações e protestos nos terminais sem hora marcada. Foi acertado, ainda, que qualquer tipo de agressão física a algum integrante da categoria durante sua jornada de trabalho resultará na imediata paralisação dos coletivos da Capital por tempo indeterminado, independentemente da realização de uma assembleia geral.

Segundo o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Estado do Ceará (Sintro-CE), após cinco rodadas de negociação salarial, os representantes da entidade patronal não apresentaram propostas que pudessem satisfazer motoristas, cobradores e fiscais de ônibus.

Os trabalhadores reivindicam reajuste salarial de 18%, cesta básica no valor de R$ 120,00, vale-alimentação de R$ 12,00, jornada de trabalho de sete horas, com intervalos de 30 minutos, fim da dupla função motorista-cobrador e mais segurança no ambiente de trabalho.
Com informações: O Estado

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.

© 2010-2016. Fortalbus Busólogos - Todos os direitos reservados