domingo, 8 de junho de 2014

Fortaleza: Rápidas do transporte

Caminho livre
Teve início neste sábado (7) o funcionamento completo do binário das avenidas Dom Luiz e Santos Dumont, a partir da liberação do túnel localizado nesta última avenida. Com isso, deverá vigorar, também, as faixas prioritárias para transporte coletivo - aliás, um dos principais motes para a implantação do binário. Acontece que, para que as faixas sejam eficientes, é imprescindível que os coletivos não tenham que confrontar, constantemente, com os veículos de passeio, para que não aconteça a mesma dor de cabeça encontrada na Bezerra de Menezes.

Em entrevista recente ao radialista Paulo Oliveira, o prefeito Roberto Cláudio afirmou que irá acabar com os estacionamentos localizados nas calçadas. É uma medida mais do que louvável e que já deveria estar em prática, pois é importante para o pleno funcionamento das faixas prioritárias, visto que a região do binário é densamente comercial, o que implica em alto fluxo de veículos que estacionam na porta dos estabelecimentos. Ter um carro já é um privilégio, não custa nada deixá-lo a alguns metros e percorrer o restante do caminho à pé. Faz bem caminhar de vez em quando.

ADENDO: Caminhai e vigiai. Com toda essa violência, não está fácil andar em Fortaleza, seja em qualquer modal.

Caminho livre 2
Outra avenida que também possui faixas prioritárias é a Avenida do Imperador, no Centro. Acontece que o corredor não atende ao que propõe. Não basta só demarcar duas faixas azuis na avenida, é necessário que os semáforos estejam em sincronia para possibilitar que o coletivo ganhe mais velocidade e mais tempo - a chamada "onda verde". Pois é, mas isso não acontece por lá. Enquanto um sinal abre, o próximo fecha e assim sucessivamente. Por conta disso, motoristas reclamam de atrasos nas viagens. É preciso que a AMC se atente à este fato e tome as medidas cabíveis ao tempo dos semáforos para proporcionar mais rapidez ao nosso transporte. 

Caminho livre 3
Novamente, o contra-fluxo da Avenida João Pessoa continua mais esburacado do que a última rápida publicada sobre o assunto, bem como toda a extensão da avenida. Está cada vez mais desconfortável e incômodo trafegar por ali, principalmente no cruzamento com a Rua Alexandre Baraúna. Há mais de uma semana, abriu-se uma cratera em cima do contra-fluxo e do entrocamento, atrapalhando tanto ônibus, como os demais veículos. E o fluxo não é pouco não. Absurdo! A João Pessoa necessita de um recapeamento total para ontem!
Por Marcelo Filho

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.

© 2010-2016. Fortalbus Busólogos - Todos os direitos reservados