domingo, 29 de junho de 2014

Fortaleza: Sistema de transporte leva 57 mil pessoas aos jogos do mundial

A operação de transporte destinada a atender aos torcedores nos jogos na copa do mundo em Fortaleza tem superado as expectativas e realizado a ação com um tempo menor do que o planejado. Como parte do plano operacional de mobilidade para a Copa do Mundo 2014, o Sindiônibus juntamente com a Prefeitura de Fortaleza, criou os chamados Bolsões. Com 350 ônibus distribuídos em 14 linhas, a ação que surgiu com a meta de transportar 57 mil pessoas por dia de jogo, em duas horas, está concluindo a ação com uma hora e meia de duração. 

A operação de saída é a mais delicada, pois precisa transportar todos os torcedores em curtíssimo espaço de tempo, mas demonstra organização na formação de filas para que o embarque seja realizado sem tumulto e sempre tem atendido, com folga, a arrojada meta estabelecida, que é de esvaziar o estádio no prazo máximo de duas horas.

Porém, para o jogo (Holanda x México), foi feito um aumento do número de bolsões, passando de 350 para 380 ônibus. Os bolsões começam a funcionar 6 horas antes de iniciar as partidas dos jogos do mundial e chegam a fazer uma média de 550 viagens por dia para transportar de 45 a 57 mil pessoas. Após a saída dos jogos, os passageiros possuem 3 pontos de saídas para se locomoverem até os seus devidos destinos.

Fruto de um trabalho de planejamento e operação que envolve cerca de 80 profissionais das áreas de planejamento, supervisão, operação de tráfego, além de técnicos da central de controle de GPS, esse serviço é utilizado por 80% dos fortalezenses e turistas que se deslocam até a Arena Castelão. Dessa forma, os torcedores podem deixar os carros gratuitamente nos shoppings Iguatemi, Via Sul, Parangaba e North Shopping Jóquei, na Universidade de Fortaleza, no Campus do Pici da Universidade Federal do Ceará e no Centro Administrativo do Cambeba. Para garantir o embarque, basta o torcedor apresentar o ingresso da partida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.

© 2010-2016. Fortalbus Busólogos - Todos os direitos reservados