segunda-feira, 9 de junho de 2014

Os ônibus urbanos da Expresso Ipú Brasília

Por Fortalbus
Uma década após o começo de sua trajetória no transporte coletivo de passageiros, a Expresso Ipú Brasília iniciava uma curta passagem no transporte urbano da capital cearense. Esta fase teve início no fim da década de 1970, época em que a empresa vivenciou seu período de maior expansão, ganhando inclusive, concessões de linhas interestaduais como Fortaleza x Belém e Fortaleza x Belo Horizonte.

A oportunidade de ingressar no segmento urbano surgiu quando o secretário de transportes na época, Ubiratan Aguiar, na administração do Prefeito Evandro Ayres de Moura, viabilizou a criação de linhas interbairros, diversificando as rotas das linhas que em sua maioria se dirigiam para o centro da cidade. Através de concorrência pública, foram criadas as linhas que passaram a interligar mais de 20 bairros da capital cearense.
Ônibus Caio Bela Vista no início das operações da linha Parangaba - Antônio Bezerra
Entre 15 empresas interessadas na exploração das linhas, a Ipú Brasília garantiu pela primeira vez o direito de exploração em 1977, com as linhas Antonio Bezerra-Aldeota, Parangaba-Mucuripe e Parangaba-Antônio bezerra. As autorizações seriam compartilhadas entre outras empresas como Iracema, Cialtra e Timbira. Apesar das linhas citadas, a Ipú Brasília efetivou-se apenas nas linhas Antônio Bezerra-Mucuripe e João Arruda/Centro.

Com as mesmas cores e pintura idêntica a da frota rodoviária, os ônibus urbanos da Ipú Brasília não seguiam a tradição de prefixos terminados com o numeral 6, fato observado através de poucos registros desses ônibus. Dentre as carrocerias da sua frota urbana estavam o Marcopolo Veneza e Caio Bela Vista, todos com chassis dianteiros Mercedes-Benz, um padrão para a época na cidade.
Ônibus Marcopolo Veneza com o prefixo 84
Sua breve passagem no urbano da cidade durou até o começo da década de 1980, quando a empresa passou a dedicar-se somente ao transporte rodoviário de passageiros e de cargas. Ainda nos anos 80, a Ipú Brasília deixou de atuar nas interestaduais Fortaleza x Belém e Fortaleza x Belo Horizonte, além da Fortaleza x Brasília, que mais tarde foi transferida para a Vipu.

Um comentário:

  1. Creio que existe um pequeno engano na cronologia da Ipu Brasília no setor urbano.

    A empresa ingressou no setor urbano no ano de 1970 ou 1971, portanto, no início da década de 1970 e não no final daquela década. Ela passou pouco tempo no setor urbano, creio que não chegou nem a possuir o Caio Gabriela, fabricado em meados dos anos 70.
    Os ônibus usados na linha inaugural, ANTONIO BEZERRA - MUCURIPE possuíam carrocerias NICOLA e STRIULLI. Depois vieram carroceria VENEZA e CAIO BELA VISTA. Esta última carroceria veio com uma mudança nas cores, em vez do creme a empresa usou o branco. Portanto, creio que ela não chegou a operar nos anos 80, se retirando do setor urbano em meados dos anos 70.

    Essas minhas observações são apenas de memória, nada de registros oficiais.
    Não quero com isso achar que estou absolutamente certo, pois nossa memória é falha.


    Francisco Souza

    ResponderExcluir

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.

© 2010-2016. Fortalbus Busólogos - Todos os direitos reservados