sexta-feira, 18 de julho de 2014

Fortaleza: Novas mudanças podem ocorrer em linhas operadas por topiques e ônibus

Por Fortalbus
A Prefeitura de Fortaleza, por meio da equipe do PAITT (Plano de Ações Imediatas de Transporte e Trânsito) e da Etufor (Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza) vem realizou estudos para viabilizar a reestruturação das linhas 705-Canindezinho/Iguatemi e a 757 – Vila Velha/Centro. Dentre as ações de redesenho do transporte coletivo, está previsto que, a partir do dia 31 deste mês, as vans da linha 705 – Canindezinho/Iguatemi, também serão substituídas por ônibus, e a 757 – Vila Velha/Centro, será alterada a partir do dia 31 de agosto. Porém, as substituições ainda estão sendo estudadas e no caso da 705, debatidas com a população, pois, além da troca do modelo de veículo da linha, o percurso também será alterado. 

Segundo acordo feito entre o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Ceará (Sindiônibus) e o Sindicato dos Permissionários do Transporte Complementar de Fortaleza e Região Metropolitana (Sindivans), mediado pela Prefeitura, firmou um entendimento para melhorar a operação do sistema. Esse acordo definiu que do total apurado com as tarifas de transporte coletivo, 13% cabe ao Sindivans e 87% ao Sindiônibus.

Segundo o prefeito Roberto Cláudio, a alteração deverá abranger, até o final de 2014, as 16 linhas de vans. De acordo com ele, a ação foi planejada com base nas expressivas reclamações de usuários do transporte público na Capital. “As principais queixas referem-se à lotação e ao tempo de espera. Essa integração tem esses objetivos: aumentar o número de lugares disponíveis nos ônibus e reduzir o tempo de espera em cada um desses veículos”, explicou.

Conforme o secretário executivo Luiz Alberto, essa proposição das alterações levou em conta o Índice de Passageiros Transportados por Quilômetro (IPK), que sinalizou que muitas linhas de vans, por trafegarem em vias troncais, transportam um número elevado de passageiros enquanto algumas linhas de ônibus fazem o movimento contrário: percorrem trechos menores transportando menos passageiros, embora tenham maior capacidade de transporte.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.

© 2010-2016. Fortalbus Busólogos - Todos os direitos reservados