domingo, 27 de julho de 2014

Ônibus Scania: Conforto sem abrir mão da dirigibilidade e segurança

Quando o assunto é ônibus, usuários costumam se preocupar mais com a questão do conforto, como espaço, quantidade de assentos,  ar-condicionado, design etc. Mas de que adianta um veículo ser confortável, se não oferecer a melhor dirigibilidade e segurança? É por isso que a tecnologia empregada no chassi Scania faz toda a diferença

Nenhum veículo pode ser bom, se não tiver um bom alicerce, ou, mais especificamente, um bom chassi.  Composto por motor, freio, parte elétrica, posto do motorista, rodante e transmissão, sua importância é considerada, em uma analogia ao corpo humano, ao cérebro, sistema nervoso e coração de uma pessoa. Nenhum organismo, por mais bonito e harmonioso que possa aparentemente ser o conjunto, consegue se manter saudável se não tiver uma boa estrutura, plena em suas funções.

É por isso que a tecnologia empregada na fabricação de um chassi Scania engloba além da ergonomia do motorista, os recursos como cambio automático, informações sobre desempenho operacional no painel e comandos disponíveis no volante. “Tais recursos integrados facilitam a dirigibilidade do motorista e garantem mais atenção e segurança na condução do veículo”, explica Ciro Pastore,  responsável por vendas de chassis rodoviários da Scania no Brasil.

Outro importante diferencial que coloca a Scania mais à frente nos quesitos desempenho, economia de combustível e sustentabilidade é o seu motor Euro 5, ou Proconve 7 (Programa de Controle da Poluição do Ar por Veículos Automotores), como é chamado no Brasil. “O excelente ganho de performance dos motores Scania (em relação à geração anterior – Euro 3) compensam o custo adicional com o ARLA 32 usado para controlar a emissão de poluentes pelo veículo na atmosfera”, destaca Pastore.

Atualmente, a Scania conta com modelos de chassis para ônibus nas linhas K (traseiro) e F (dianteiro), entre urbanos e rodoviários com potências disponíveis de 250, 310, 360 400 e 440 cavalos a diesel, além do exclusivo motor de 270 cavalos a etanol — todos incrementados por soluções personalizadas que se adaptam às mais diversas necessidades de aplicações.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.

© 2010-2016. Fortalbus Busólogos - Todos os direitos reservados