sexta-feira, 15 de agosto de 2014

Fortaleza: Mudanças em linhas de ônibus e vans dividem usuários

As mudanças em linhas do transporte público da Capital, quando topiques passaram a operar linhas que eram ofertadas por ônibus e vice-versa, completam um mês hoje. A avaliação desse período pela Prefeitura é positiva, indica Ezequiel Dantas, engenheiro civil e técnico do Plano de Ações Imediatas em Transporte e Trânsito de Fortaleza (Paitt). Segundo ele, a reestruturação teve por objetivo diminuir o tempo de espera dos usuários e aumentar a capilaridade do sistema.

O técnico do Paitt explica que o conforto dos usuários aumentou com as mudanças no transporte, uma vez que as paradas não sofrem mais com o acúmulo de passageiros, pois os veículos fazem mais viagens. Segundo ele, o retorno positivo dos usuários é notado pelos funcionários da Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) que atuam nos terminais. 

Opinião dos usuários
No Terminal Lagoa, além das duas linhas que tiveram os ônibus substituídos por topiques (Avenida Lineu Machado e Parque Universitário), a linha 356 (Genibaú) também passou a operar com vans. Segundo Ezequiel Dantas, do Paitt, a mudança foi necessária para dar suporte à modificação de outra linha, a 705 - Canindezinho/Uece. 

Para o vigilante Edilson Neves, que costuma usar a linha Parque Universitário, o serviço melhorou, pois a espera passou a ser menor nas paradas. Segundo ele, o intervalo entre os veículos agora é menor e a topique não costuma ficar cheia.

Para a rotina da professora Cassiana de Oliveira, no entanto, não houve melhoras no uso da linha Avenida Lineu Machado. Ela diz que a demora continua e os veículos circulam cheios. Além disso, há insegurança com casos de pessoas que pulam catracas e ameaçam profissionais e passageiros.

O Sindicato dos Permissionários do Transporte Alternativo de Fortaleza (Sindivans) informou que houve registro de casos como esses nas linhas e que as empresas devem estar acompanhando.

No Terminal do Conjunto Ceará, Sidney Steferson, professor do Liceu do bairro, disse que a mudança na linha Conjunto Ceará/1ª Etapa não foi positiva. Ele explica que as vans circulam muito cheias nos horários de pico, pois concentram os estudantes do Liceu. De acordo com ele, alguns motoristas também ignoram as paradas, deixando os passageiros esperando por mais tempo.

Na Aldeota, a linha 914 (Binário Circular) foi criada para atender os usuários da área do binário das avenidas Santos Dumont e Dom Luís. Apesar de ter demanda muito pequena nos primeiros dias e semanas, o uso aumentou e a linha está em avaliação, informou o técnico do Paitt, Ezequiel Dantas. Mudanças de itinerário podem ser feitas para aumentar a eficiência da linha.

Conforme Ezequiel Dantas, não foram recebidas críticas às mudanças, mas adaptações e mudanças são possíveis no sistema. Ele complementou que, ainda na primeira semana, mais veículos foram incorporados à rotina de algumas linhas, pois foi percebida a necessidade da ampliação para a melhor oferta do serviço.
Com informações: O Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.

© 2010-2016. Fortalbus Busólogos - Todos os direitos reservados