quinta-feira, 25 de setembro de 2014

Fortaleza: Reforma do terminal Antônio Bezerra deixa passageiros confusos

Passageiros ainda tentam se adaptar à nova estrutura do Terminal Antônio Bezerra, que começou a operar na madrugada do último domingo, 21. Mesmo com placas de orientação nos túneis de acesso às plataformas, muitos usuários buscavam ajuda dos fiscais da Empresa Municipal de Transporte Urbano (Etufor) na manhã de ontem. A dúvida mais frequente era sobre a disposição dos ônibus pelo terminal.

Com a reforma, as linhas se dividem em dois ambientes. A plataforma A (área expandida do equipamento) recebe o maior fluxo, com 33 linhas de transporte público, entre ônibus e vans. Já as outras 16 linhas que atuavam em espaço provisório desde janeiro deste ano foram encaminhadas para a plataforma B.

“Eu fico muito perdida. Quase não encontro a parada do meu ônibus porque tudo está diferente”, comentou Lúcia Vieira, 36. Ontem foi a primeira passagem da costureira pelo terminal desde o fim da reforma. Ela diz que ficou mais fácil se localizar pela área com o auxílio dos fiscais.

Conforme a Etufor, 18 agentes atuam normalmente no terminal. Esse efetivo, no entanto, foi aumentado para orientar os usuários nos primeiros dias de uso das novas instalações. A operação especial prevê 43 fiscais presentes em horários de pico. O órgão informou ainda que a sinalização do equipamento está sendo avaliada, com a possibilidade de receber ajustes.

Durante a visita, os agentes estavam dispostos em pontos estratégicos, como nas entradas e nas saídas dos túneis que ligam as plataformas. Nesses locais, foram instalados 28 pontos de comércio. Parte desses boxes, no entanto, ainda está fechada.

“Muita gente reclama da sensação de insegurança dos túneis, principalmente no período da noite, quando os boxes começam a fechar. Quanto mais quiosques funcionando por aqui mais seguro vai ficar”, opina a estudante Jéssica Maria da Silva, 21.

Obras
A inauguração do equipamento ocorreu na noite de sexta-feira, 19, mas o terminal ainda sofria intervenções ontem. Parte das placas estavam sendo instaladas na nova plataforma e operários perfuravam buracos em frente ao prédio da administração para colocar grades.

Conforme nota da Secretaria da Infraestrutura (Seinf), os serviços devem ser finalizados nesta semana. A redistribuição de embarques e desembarques que estavam sendo feitos na plataforma da administração para as plataformas A e B foi feita, segundo a secretaria, para que se “realize com toda a segurança para a população e operários a instalação das últimas placas de sinalização e gradis de proteção definitivos na plataforma da administração do novo Terminal Antônio Bezerra”. A conclusão pós-inauguração já estava prevista em cronograma, conforme a Seinf.

As obras no terminal começaram em 2009 e chegaram a ficar paradas por três anos por conta de entraves no projeto. Com os serviços, o espaço foi ampliado, as plataformas tem piso industrial, cobertura metálica e pavimento de concreto para trânsito dos ônibus. O custo da reforma foi de R$ 21 milhões.

R$ 21 milhões foi o custo das obras no Terminal do Antônio Bezerra

43 fiscais atuam no terminal, em horários de pico, nestes primeiros dias
Fonte: O Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.

© 2010-2016. Fortalbus Busólogos - Todos os direitos reservados