quinta-feira, 9 de outubro de 2014

Fortaleza: Multas em faixa exclusiva de ônibus começam em novembro

Pouco mais de um mês depois de ser implantada, a faixa exclusiva de ônibus da Avenida da Universidade começa a receber fiscalização educativa. Em oito quarteirões, desde ontem oito equipamentos eletrônicos monitoram os veículos que trafegam irregularmente na área reservada ao transporte coletivo. A previsão é que as multas no local sejam aplicadas a partir do dia 7 de novembro, segundo Venício Sales, agente e coordenador da fiscalização eletrônica da Autarquia Municipal de Trânsito, Serviços Públicos e de Cidadania (AMC). A implantação da faixa foi finalizada no dia 25 de agosto.

Não há uma previsão de quantas infrações devem ser registradas no local, mas Venício cita que, em período semelhante, em cada uma das vias do binário da Aldeota foram feitas cerca de 2,5 mil notificações. Em 20 dias, a AMC terá os dados referentes à Avenida da Universidade. “Mas esse número pode ser diferente de quando houver multas, porque muitos motoristas acabam respeitando somente quando é feita a fiscalização de fato”.

Para a recepcionista Auxiliadora Alves, 58, que diariamente pega uma topique na via, a situação permanece exatamente igual a quando as faixas não existiam. “Para mim, não mudou nada, continua muito ruim”, reclama. De acordo com o coordenador da fiscalização eletrônica, entretanto, a previsão da autarquia é que o trânsito na avenida melhore gradativamente. “A tendência é que, através da educação, da divulgação e da conscientização, com o passar dos dias a gente vai sentir a melhoria do fluxo para quem precisa utilizar o transporte coletivo”, assegura.

Velocidade
Segundo Ezequiel Dantas, engenheiro civil e técnico do Plano de Ações Imediatas de Transporte e Trânsito de Fortaleza (Paitt), as medições sobre a velocidade dos coletivos já estão sendo realizadas.

Somente após três meses da implantação e quando já houver a fiscalização definitiva, porém, é que os números consolidados serão divulgados para comparar se houve melhoria do fluxo na avenida. Por lá, transitam 42 linhas de transporte coletivo com 155 mil usuários diariamente.

João Paulo Leão, 35, diz que já observa mais agilidade na via, mas que nem todos os problemas foram resolvidos. “Tem muita espera devido ao atraso nas vias das quais os ônibus vêm”. O estudante confia que, com a fiscalização, o trânsito seja facilitado. “Se funcionar como é para ser, vai agilizar muito a vida de quem usa ônibus”.
Com informações: O Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.

© 2010-2016. Fortalbus Busólogos - Todos os direitos reservados