segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Entrega de corredor de ônibus BRT deve acontecer em dezembro

Já em atraso, a conclusão das obras de mobilidade urbana na Avenida Bezerra de Menezes, em Fortaleza, foi adiada para o dia 15 de dezembro. Enquanto isso, congestionamento e muitas reclamações dos que têm que trafegar todos os dias em uma das vias mais movimentadas da cidade.

O motorista de topique Francisco Márcio disse que todos os dias enfrenta mais de uma hora de trânsito. “Aqui sempre foi uma confusão. Quando termina uma obra, começa outra, e nós somos os mais afetados. Estou torcendo para que, quando terminar, realmente melhore pra gente, pois agora está péssimo”, reclamou.

No local das obras, máquinas e operários trabalhando. Na via, congestionamento e muitas buzinas. A professora Cláudia Viana, 60 anos, mora próximo à avenida e precisa enfrentar o trânsito diariamente. Ela reclama do atraso nas obras, mas confia que os transtornos serão por uma boa causa. “Perco cerca de meia hora parada no trânsito. Mas acredito que, quando terminar, será bem mais fácil andar na Bezerra de Menezes. Por enquanto, está complicadíssimo”, afirmou.

Já o proprietário de uma banca de revista localizada na avenida, Valderli Oliveira, comentou que já passou por momentos piores. “Aqui tem congestionamento, mas muita gente já sabe da situação e procura trafegar em outras vias, e isso acaba melhorando o tráfego aqui. Mas já teve obras piores por aqui. Na época, perdi muitos clientes”, recordou.

Corredor BRT
As obras são para a implantação de estações para embarque e desembarque do primeiro corredor exclusivo para ônibus. Segundo a Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seinf), a conclusão das obras irá facilitar e agilizar o deslocamento dos usuários de transporte coletivo que realizam o percurso de 8,2km do Novo Terminal Antônio Bezerra ao Centro.

As estações BRT
O secretário de Infraestrutura, Samuel Dias,  informou que o projeto de implantação das estações, que antes contava com dez unidades, agora contará com onze estações na primeira fase. “São dez estações na Avenida Bezerra de Menezes e, a partir de estudos realizados, incluímos mais uma em frente ao mercado São Sebastião”. Com a implantação do corredor, a previsão é de que a velocidade dos ônibus na via aumente 40%.

Grandes mudanças
Quando o corredor expresso estiver concluído, as quatro faixas (duas em cada sentido) ao lado do canteiro central da Av. Bezerra de Menezes serão utilizadas apenas pelo transporte público e as quatro faixas junto aos passeios (duas em cada sentido), que hoje funcionam como faixas exclusivas para o BRS (Bus Rapid System), serão restituídas para o trânsito de veículos particulares.

Investimento
O corredor Antônio Bezerra/Centro é a primeira etapa do corredor Antônio Bezerra/Papicu, que terá extensão de 17,4km, com investimento total de R$ 187 milhões. As obras fazem parte do plano da Prefeitura de implantação de 130 quilômetros de corredores de ônibus, com um montante de aproximadamente R$ 1,5 bilhão.
Com informações: O Estado

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.

© 2010-2016. Fortalbus Busólogos - Todos os direitos reservados