quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Fortaleza: Catracas duplas são implantadas em ônibus

Por Fortalbus
Desde a semana passada, circula nas redes sociais imagens de catracas duplas em coletivos de Fortaleza. A medida visa coibir o alto índice de evasão de renda, praticada, em sua maioria, por jovens que não dispõem do valor para pagamento de passagem. Até o momento, apenas dois veículos receberam a "novidade", que está em caráter experimental, de acordo com a Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza - ETUFOR.

O presidente do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Ceará (Sindiônibus), Dimas Barreira, explicou em entrevista que muitas linhas “tem problemas sérios” com a ação de usuários que cotidianamente transpõem a catraca. “Muitas gangues fazem isso e acuam cobradores. É necessário pensarmos alternativas e essa é uma delas”, defende.


Segundo Dimas, a ideia não tem ligação direta com assaltos, mas após o período de teste, se for bem avaliada, poderá ser adotada definitivamente na linha 645 e em outras linhas que careçam do sistema. Se adotados definitivamente, o modelo estético das catracas duplas, hoje, em teste, deverá passar por alterações.

A Vega Transportes, empresa operadora da linha, informou que a dupla catraca “busca oferecer mais segurança aos usuários”. O novo modelo, conforme a Vega, tem autorização da Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) para funcionar em teste até o dia 20 deste mês. O prazo poderá ser prorrogado.

Os primeiros coletivos a possuírem as catracas pertencem à Vega Transporte Urbano, que operam na linha 645 - João Paulo II, que liga o bairro ao Terminal de Messejana. A linha acumula constantes registros de evasão de receitas, o que levou a empresa a adotar a sugestão. Caso vigore, as catracas serão estendidas às outras linhas em que haja recorrência da prática.

Entretanto, vídeo que circula no facebook mostra que a ideia não obteve êxito e não coíbe a ação dos "puladores". 

Duas catracas podem ser usadas para diminuir o tempo de embarque
Em outras cidades o uso da segunda catraca é para outros fins, que visam facilitar o embarque dos usuários, ao contrário deste uso que a cidade de Fortaleza vem testando. Imagine estar frente a frente com o cobrador, não encontrar aquela última moeda que falta para completar o dinheiro necessários para a passagem e ficar por alguns segundos revirando os bolsos atrás dela. Eis uma situação irritante. Mais irritante ainda para os outros passageiros, que aguardam ansiosos na fila que acabou de se formar na entrada do ônibus. Pior ainda para o motorista, que perde preciosos minutos do trajeto parado, enquanto a turma tenta subir.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.

© 2010-2016. Fortalbus Busólogos - Todos os direitos reservados