quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

Fortaleza: Prefeito admite que Etufor estuda reajuste da tarifa de ônibus

O prefeito Roberto Cláudio afirma que há possibilidade de reajuste da tarifa de ônibus em Fortaleza. “Todo ano há uma data-base para o reajuste. Ano passado a gente conseguiu equilibrar essa despesa. Nesse ano, a Etufor [Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza] está estudando essa planilha”, declarou.

De acordo com ele, a saída para o impedir o aumento é a extensão das faixas exclusivas para ônibus nas avenidas da cidade, reduzindo o tempo de espera sem a necessidade de aumentar a frota de ônibus. “Se a gente for atender o pedido de aumentar a frota, por consequência haverá impacto negativo da tarifa, que é calculada a partir dos gastos de óleo diesel, salário dos funcionários e frota”, explica. No início de 2013, um grande imbróglio sobre o aumento da tarifa, envolvendo prefeitura e Sindiônibus, se arrastou por mais de 3 meses. Atualmente, o preço fixado para a passagem em Fortaleza é de R$ 2,20 (inteira) e R$ 1,10 (estudante).

Aumento na velocidade dos ônibus
O objetivo para os próximos anos, segundo Roberto Cláudio, é aumentar para 500 quilômetros a extensão das faixas exclusivas para ônibus. “Muita gente acha que as avenidas Domingos Olímpio e Antônio Sales pioraram após a implantação das faixas, mas isso faz parte de uma mudança cultural. Todo mês temos emplacados 6.600 carros e motos. Se continuar assim, ao longo dos anos não haverá obra que dê jeito”, acrescenta.

Durante os horários de pico, algumas avenidas ficaram mais engarrafadas nas faixas destinadas a veículos particulares; em compensação, de acordo com o prefeito, houve 140% de aumento da velocidade dos ônibus em vias monitoradas e com faixas exclusivas, como nas Avenidas Santos Dumont e Dom Luís. “Partindo do pressuposto de que temos 1 milhão de pessoas utilizando o transporte público, o benefício está sendo considerável”.

Ônibus com ar-condicionado
Roberto Cláudio aproveitou para prometer que, até 2020, toda a frota de coletivos de Fortaleza tenha ar-condicionado. Com a redução de tempo de espera dos ônibus em relação ao carro, diminuição da lotação e oferta de ar-condicionado, o prefeito assegurou que “iria à Prefeitura de ônibus, tranquilamente”, disse durante a entrevista. “Em outras cidades, o próprio metrô é utilizado por executivos. Ninguém vai parar de comprar carro e ninguém vai ser impedido de usar carro. Então a gente tem que pensar nessas mudanças agora, senão a cidade vai parar”, conclui.
Com informações: Tribuna Band News

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.

© 2010-2016. Fortalbus Busólogos - Todos os direitos reservados