segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

Dúvidas sobre as paradas estilo ilhas do BRT na Bezerra de Menezes

Os usuários do transporte coletivo compartilham dúvidas sobre como será o funcionamento das novas paradas no canteiro central da via. A distância entre as estações, o acesso e a travessia são alguns pontos que as pessoas que usam a região com frequência estão ansiosas para entender. 

Conforme a Seinf, as estações funcionarão como ilhas, com uma estação servindo para o sentido Antônio Bezerra-Centro e a outra próxima operando para o sentido contrário. Com a inauguração das estações, o fluxo do transporte coletivo passa para as duas faixas mais próximas do canteiro central, ficando as duas faixas restantes - mais próximas da calçada e dos comércios, para os demais veículos.

Todas as paradas contarão com passagem para pedestres e terão piso rente ao ônibus, forma de facilitar o embarque e desembarque.

O comerciante Creginaldo de Lima Freitas trabalha em uma banca de óculos próxima ao North Shopping e comenta que a intenção era entregar tudo em dezembro, mas não deu tempo. Ele explica que parte dos tapumes foi derrubada pela própria população para permitir a travessia pela avenida, pois os espaços destinados aos pedestres ficavam longe da entrada do shopping. “É muito perigoso o povo atravessar, pode ter acidente”, alerta, lembrando que as travessias são realizadas em trecho sem faixa de pedestres ou semáforo.

Para ele, que observa o movimento cotidiano da avenida Bezerra de Menezes, os usuários ainda vão estranhar e reclamar muito das novas paradas, pois não estão acostumados com a distância que terão de caminhar. Outro ponto lembrado por ele e reclamado por muitos é o aumento da sensação de calor com a retirada das árvores do canteiro central em diversos trechos em que as dez estações estão sendo construídas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.

© 2010-2016. Fortalbus Busólogos - Todos os direitos reservados