quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

Como funciona a internet sem fio nos ônibus?

Você entra em um ônibus, liga o seu notebook e, imediatamente, está conectado à internet, em um ponto fixo de Wi-Fi que vai acompanhar você por toda a viagem. Infelizmente, essa ainda não é a regra no transporte público ou mesmo na maioria dos ônibus convencionais.

Entretanto, algumas companhias já oferecem viagens locais e interestaduais no Brasil em ônibus equipados com Wi-Fi. Além do transporte rodoviário, trens e até mesmo aviões já dispõem de conectividade com a web em tempo integral durante o trajeto.

Como funciona esse processo? Qual é a segurança oferecida em conexões como essas? Chegou a hora de matar a sua curiosidade e entender como é possível ter um ponto de Wi-Fi disponível em qualquer lugar para onde você vá.

Pé na estrada com internet
O funcionamento da internet Wi-Fi dentro dos ônibus é o mais simples e óbvio possível, ao menos nos veículos que trafegam no Brasil. A maioria dos veículos recebe o sinal de internet via um modem 3G.

Dentro do ônibus, um roteador garante a redistribuição do sinal para os usuários, mediante senha e autenticação de acesso. Isso garante que pessoas que não sejam os passageiros não acessem a rede de maneira a se aproveitar de eventuais brechas no seu equipamento.

Embora embarcar em um ônibus com Wi-Fi garantido seja algo convidativo, é importante ficar atento a alguns detalhes, em especial se estivermos falando de uma viagem interestadual.

Alguns pontos nas estradas brasileiras não recebem com qualidade o sinal e você pode ficar sujeito a “pontos cegos” na estrada. Além disso, lembre-se de que o sinal 3G será dividido com os demais passageiros. Dependendo da quantidade de acessos, você pode se surpreender negativamente com a velocidade.

A busca dos pontos de acesso é similar à utilizada no seu smartphone. O sistema procura sempre o ponto de Wi-Fi com maior intensidade de sinal, transitando de um para outro sem requerer uma nova autenticação, o que garante internet estável.

Seguro e estável? Em se tratando de segurança, não há muitos problemas para os usuários. Basicamente, os cuidados básicos que você já toma quando acessa a internet em conexões públicas podem ser aplicados aos meios de transporte. Contudo, se você espera altas velocidades, é bom pensar duas vezes antes de confiar inteiramente nesse tipo de conexão.

Ainda há muitas limitações técnicas no meio de forma que a internet, tanto nos ônibus quanto nas aeronaves, é muito mais uma ferramenta de suporte para otimizar o tempo do que qualquer outra coisa.

Checar emails, acessar sites e redes sociais ainda é o maior foco das velocidades disponíveis. Por isso seja paciente e esteja preparado para consideráveis oscilações de velocidade, daquelas de fazer você sentir saudades por estar longe da internet da sua casa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.

© 2010-2016. Fortalbus Busólogos - Todos os direitos reservados