sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

Motoristas e cobradores da Cootraps paralisam atividades

Motoristas e cobradores de topiques que cobrem as linhas de transporte alternativo em Fortaleza continuam em greve. A paralisação acontece há dez dias e, segundo a categoria, não tem data para acabar. De acordo com o presidente do Sindicato dos Trabalhadores no Transporte Complementar de Fortaleza (Sintraafor), Valdênio Aguair, os topiqueiros estão com os salários de janeiro e a primeira quinzena de fevereiro atrasados, além da falta de pagamento da cesta básica e alimentação.

Impasse na disputa pela diretoria da Cooperativa dos Transportadores Autônomos de Passageiros do Estado do Ceará (Cootraps), cuja eleição está marcada para a próxima terça-feira (24), provocou o atraso no pagamento dos trabalhadores. "A entidade está sem presidente desde o dia 9 e a comissão que organizava a eleição renunciou. Estamos sem posicionamento e não vamos abrir mão de nossos direitos", afirma Valdênio.

Prejuízo para quem costuma utilizar o transporte complementar de passageiros de Fortaleza. Diariamente, 320 vans transportam 380 mil passageiros. Enquanto essa paralisação as linhas operadas pela Cootraps foram atendidas pelas empresas filiadas ao Sindiônibus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.

© 2010-2016. Fortalbus Busólogos - Todos os direitos reservados