quinta-feira, 5 de março de 2015

Av. Abolição terá faixa exclusiva de ônibus

Até o fim deste mês, mais uma faixa exclusiva para ônibus deverá ser implantada em Fortaleza. O foco, dessa vez, é a Avenida Abolição, que receberá uma via destinada somente aos coletivos e táxis em um trecho de 5,3 Km, seguindo desde o fim da Av. Beira Mar até a Rua José Vilar.

Com a instalação do novo trajeto para os ônibus, a capital cearense passa dos 61,6 quilômetros de faixas exclusivas já implantadas para 66,9. Segundo o engenheiro da Prefeitura de Fortaleza, Dante Rosado, a entrega do novo equipamento, prevista para acontecer ainda em março, pode sofrer alterações, em consequência do período chuvoso. "A sinalização é feita no período noturno, mas com as chuvas, as atividades atrasaram, e isso pode afetar no prazo de entrega", informa.

Ainda de acordo com o engenheiro da Prefeitura, a intervenção para executar a sinalização na Avenida Abolição já foi autorizada e será posicionada ao lado direito da via.

A Prefeitura pretende implantar, até julho de 2015, faixas exclusivas nas avenidas Leste-Oeste, Alberto Craveiro, Mister Hull, Osório de Paiva, Coronel Matos Dourado e Juscelino Kubitschek. Dessa forma, um total de 16 vias da cidade estarão contempladas, com cerca de 122 quilômetros de rotas dedicadas ao transporte público.

Projeto
Os corredores exclusivos para ônibus foram criados com o objetivo de priorizar o transporte coletivo. Desde a sua implantação, muitas melhorias já foram observadas, conforme a gestão municipal. Além da redução no tempo de espera dos passageiros, em horários de pico, as avenidas Santos Dumont e Dom Luís registraram, respectivamente, 207% e 146% de aumento da velocidade, chegando a atingir 13,5 quilômetros por hora. Ainda segundo Dante Rosado, esse aumento no tráfego reflete positivamente na redução dos gastos com combustível e na diminuição de até 40% na emissão de gases poluentes pelos veículos.

Para receber as vias reservadas ao transporte público, as avenidas precisam ter, pelo menos, três faixas de tráfego, uma quantidade considerável de ônibus e condições que não tornem necessários grandes investimentos de infraestrutura, como por exemplo, o alargamento de vias, uma vez que uma das intenções observadas pelo projeto é solucionar a curto prazo os problemas com o tráfego de veículos.

Fiscalização
No período inicial de implantação do programa, era possível observar motoristas que não respeitavam as faixas. A Prefeitura atenta para o fato de que o desrespeito ainda existe, entretanto, vem diminuindo. "A população está mais consciente das leis de sinalização e, consequentemente, respeitando mais" elucida Dante Rosado.

A Autarquia Municipal de Trânsito, Serviços Públicos e Cidadania (AMC) realiza fiscalização constante dos condutores que desrespeitam as faixas, com o auxílio de equipamentos eletrônicos ou por intermédio de agentes de trânsito que ficam em postos fixos ou em rotas volantes. Quem não obedece os limites das faixas exclusivas, pode receber multa de R$53,20, além de três pontos na Carteira Nacional de Habilitação.

A fiscalização nas faixas começa a valer 15 dias após a implantação. Todas as vias que possuem o corredor exclusivo já são passíveis de multa, com exceção da Av. Perimetral, onde as multas serão registradas a partir do próximo sábado, dia 7.

Podem trafegar nas faixas apenas ônibus, vans, táxis e transportes escolares. A veículos particulares, só é permitido para fazer conversões à direita ou ter acesso a estabelecimentos. O condutor deve se orientar pela linha seccionada, estando atento para não passar por dois equipamentos de fiscalização consecutivos.

Até lá, o preço continua R$ 2,40 (inteira) e R$ 1,20 (meia) para a tarifa convencional e R$ 1,80 (inteira) e R$ 0,90 (meia) durante os dias de tarifa social.
Com informações: Diário do Nordeste

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.

© 2010-2016. Fortalbus Busólogos - Todos os direitos reservados