terça-feira, 31 de março de 2015

Segmento de chassis de ônibus comemora bom momento e aposta em evolução do transporte urbano

O envelhecimento da frota de ônibus urbanos se tornou agudo em junho de 2013, quando centenas de veículos foram queimados em protestos ligados ao transporte público e ao congelamento de tarifas, além de manifestações contra a corrupção.

Apesar dos problemas, empresários de diversos municípios postergaram a compra de novos veículos, o que fez com que a retomada de vendas ocorresse apenas em 2015. O segmento de chassis de ônibus comemora o bom momento.

Os licenciamentos de veículos urbanos e rodoviários avançaram 8% em relação a 2014, de acordo com a Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores). Foram negociados 1.875 chassis de ônibus em janeiro de 2015, contra 1.735 no ano passado. Já as vendas de veículos urbanos aumentaram 87,4%, um índice expressivo.

Quanto ao emplacamento, os dados também são positivos: apesar da queda de 10% no acumulado do ano passado, que registrou 15,3 mil emplacamentos, de acordo com a Fabus (Associação Nacional dos Fabricantes de Ônibus), de setembro a dezembro de 2014, houve alta de 7,7%, em comparação ao mesmo período de 2014.

Para Walter Barbosa, diretor de vendas e marketing de ônibus da Mercedes-Benz do Brasil, novas compras devem continuar ocorrendo, porém a tendência é de que um chassi articulado substitua outros três convencionais, gerando um impacto nos dados comparativos.

“Praças como São Paulo e Rio de Janeiro, que estão entre as maiores do país, devem optar cada vez mais por corredores de ônibus e BRTs. Ou seja, em menos carros para transportar mais passageiros com mais conforto e rapidez e menos emissões de poluentes”, afirma. “Estimo um volume no máximo igual ao do ano passado, o que não é negativo sob a ótica da evolução do transporte”, completa.
Com informações: AutoData

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.

© 2010-2016. Fortalbus Busólogos - Todos os direitos reservados