Header Ads

ad

A trajetória de sucesso do chassi Cummins no Brasil

A Cummins S.A. Industrial foi constituída em 1972, em resultado da aquisição das instalações da Magirus, em Simões Filho (BA), pela Cummins, empresa norte-americana fabricante de motores recém instalada no Brasil. 

No final do ano, no VIII Salão do Automóvel, a empresa lançou o primeiro chassi com sua marca, reedição do antigo modelo Magirus RL-1014: a plataforma tubular rodoviária RC-210, equipada com motor traseiro Cummins V8 refrigerado a água importado, com injeção direta e 205 cv. 

A plataforma tinha caixa de cinco marchas sincronizadas, suspensão convencional por molas semi-elípticas e amortecedores, duplo circuito de freios e direção hidráulica. Logo a seguir foi introduzido o chassi urbano UC-210, com longarinas, nas versões curta e longa, também de origem Magirus.

Em 1974, no IX Salão, dois novos produtos foram apresentados: a plataforma rodoviária RC-AR 210, com suspensão totalmente pneumática, tomando por base protótipo construído na Bélgica em seqüência a acordo de colaboração firmado entre Cummins, a belga Van Hool e Marcopolo; e o urbano UCE-210, com chassi rebaixado, de modo a reduzir a altura e melhorar o acesso dos passageiros, porém mantendo o quadro com longarinas e a suspensão por feixe de molas; a caixa era de quatro marchas. Ambos modelos estavam equipados com o V8 Cummins de 205 cv. 

No final de 1975, coincidindo com a comemoração da fabricação da 1.000ª unidade, a empresa apresentou mais um chassi, o RCL-210, com longarinas extensíveis, permitindo a construção de ônibus com diferentes distâncias entre-eixos; tinha suspensão por feixe de molas e a tradicional mecânica Cummins. 

Apesar das qualidades do veículo, o reduzido nível das vendas internas e a dificuldade de importação do motor V8 que vinha sendo utilizado levaram ao encerramento da produção de chassis e plataformas. As últimas unidades foram entregues em meados de 1976.
Com informações: Lexicar

2 comentários:

  1. Quando criança andava nas excursões da escola em um ônibus chassi Cummins com carroceria Marcopolo III, tinha um ronco inconfundível.

    ResponderExcluir
  2. saudades do meu pai.... morreu dentro de um MARCOPOLO III CUMMINS, suspensão á ar, leito total, da RIOPRETUR.... em 18/12/84, antigo carro 270 do expresso itamarati !

    ResponderExcluir

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.