quarta-feira, 1 de julho de 2015

Superintendente do Detran garante bilhete único em dezembro na Região Metropolitana de Fortaleza

Prefeitos de municípios da Região Metropolitana de Fortaleza (RMF) e representantes do sistema de transporte público debateram, em audiência pública, na Comissão de Viação, Transporte e Desenvolvimento Urbano da Assembleia Legislativa, ações para integrar melhor o transporte entre Fortaleza e RMF. Na ocasião, o superintendente do Detran informou que, a partir de dezembro, será implantado o bilhete único na Região Metropolitana de Fortaleza.

Para Elmano Freitas, deputado autor do requerimento que solicitou a audiência, a integração do sistema de transporte entre Fortaleza e municípios vizinhos é fundamental para o desenvolvimento dessas cidades. “Estamos caminhando para não termos mais apenas capitais, mas regiões totalmente metropolitanas, com integração na vida comercial, trabalho, serviços e lazer. O Poder Público deve encontrar soluções para facilitar a vida dos cidadãos”, disse. 

O superintendente do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), Igor Ponte, confirmou que o Governo do Estado, por meio da Secretaria das Cidades, vai implementar, a partir de dezembro, o bilhete único para a Região Metropolitana. “A integração será feita através de cartão específico, que vai permitir que cada cidadão pegue quantos ônibus, vans ou metrô precisar, em um espaço de até três horas, sem pagar nova passagem”. Outra meta a ser cumprida pelo Governo do Estado, segundo Igor Ponte, será a licitação do transporte metropolitano como forma de regularizar o serviço. 

Representando a Prefeitura de Maranguape, André Câmara falou sobre o prejuízo que o município sofre com a cobrança de passagens. Para ele, Maranguape é uma das cidades com o maior valor de passagem, considerando a pequena distância até Fortaleza. “Temos hoje passagem de R$ 5,75, para menos de 30 quilômetros rodados. Em Maracanaú são dois quilômetros a menos e paga-se pouco mais de R$ 3”, protestou.

Samuel Dias, secretário de Infraestrutura de Fortaleza, opinou que pensar a integração do transporte entre as cidades da Região Metropolitana é promover a inclusão social dos municípios. O secretário sugeriu que os projetos de mobilidade urbana da Capital sejam pensados de forma integrada com os gestores dos municípios vizinhos.  

Participaram ainda da audiência o deputado Heitor Férrer, presidente da Comissão de Viação, Transporte e Desenvolvimento Urbano; o secretário de Transportes de Caucaia, José Iran Lopes; João Bosco, do Demutran de São Gonçalo do Amarante; José Sá Junior, gerente de planejamento do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Ceará (Sindiônibus); Marcos César Nobre, presidente da Federação das Cooperativas de Transportes Autônomos de Passageiros do Ceará (Fecoopace), e Célio Nonato Rodrigues, presidente da Cooperativa dos Transportadores Autônomos de Passageiros do Estado do Ceará (Cootraps).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.

© 2010-2016. Fortalbus Busólogos - Todos os direitos reservados