quarta-feira, 23 de setembro de 2015

Rodoviários são contra a privatização dos terminais de ônibus

A Prefeitura de Fortaleza apresentou na Câmara Municipal, os termos para as empresas interessadas no processo de concessão dos terminais de passageiros. Isso, dentro da chamada Parceria Público-Privada. O Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Estado do Ceará (Sintro-CE) já iniciou campanha contra o processo de privatização dos sete terminais de integração do transporte coletivo de Fortaleza. Segundo o presidente do Sintro, Domingo Neto, a campanha envolverá os rodoviários e principalmente os usuários.

O processo de licitação para terceirizar a administração dos terminais à iniciativa privada teve inicio no dia 20 de agosto, com a publicação no Diário Oficial do Município, e se encerrará dia 6 de outubro. 

A Prefeitura apresenta dois argumentos para justificar a privatização: o primeiro, relacionado ao custo mensal de manutenção dos sete terminais que seria na ordem de R$ 2 milhões por mês, quando a prefeitura necessitaria economizar esse dinheiro; e o segundo, é que esta seria uma medida para melhorar os serviços oferecidos.

Dentre as obrigações para a vencedora da licitação, estão tópicos como a manutenção predial, estação de tratamento de esgoto, limpeza e publicidade dos terminais.

Um comentário:

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.

© 2010-2016. Fortalbus Busólogos - Todos os direitos reservados