terça-feira, 6 de outubro de 2015

Ministério Público requer interdição do Terminal Rodoviário de Aracati

A Promotoria de Justiça do Juizado Especial Cível e Criminal de Aracati propôs uma Ação Civil Pública (ACP) contra o município de Aracati, cidade localizada a cerca de 150 quilômetros de Fortaleza. A ação, assinada pela promotora de Justiça Virgínia Navarro, requer a interdição do terminal rodoviário da cidade, bem como a realização de intervenções no prazo de 30 dias para restaurar a segurança da estrutura física do local. 

No dia 20 de março deste ano, ocorreu desabamento de parte de uma das colunas de sustentação do Terminal Rodoviário de Aracati. Em procedimento instaurado para apurar o fato, o Ministério Público do Estado do Ceará constatou que o estabelecimento possui problemas estruturais que compromete a segurança das pessoas que transitam no local. 

Em parecer subscrito por engenheiro contratado pela própria Prefeitura de Aracati foi relatado que parte do revestimento está se desprendendo pela ação do tempo, provocando o desmoronamento de conjunto cerâmico. Além disso, a estrutura da coberta do terminal apresenta ferrugem. No parecer, o engenheiro conclui que, em caráter de urgência, devem ser feitos testes para demolir e reconstruir os locais com estrutura comprometida; além da limpeza da coberta da rodoviária e a troca das peças, das estruturas e dos acabamentos comprometidos.
Com informações: O Estado

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.

© 2010-2016. Fortalbus Busólogos - Todos os direitos reservados