quarta-feira, 25 de novembro de 2015

Motoristas de ônibus têm treinamento atualizado a cada dois anos, diz Etufor

O atropelamento da ciclista, acendeu o debate sobre a formação dos motoristas nas redes sociais. A Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) vai analisar as imagens das câmeras do ônibus, que serão cedidas pela Viação Santa Cecília. 

A Etufor orienta ainda que, ao avistar um ciclista, o motorista reduza a velocidade e mude de faixa. 
De acordo com o Sindiônibus, treinamento diferentes para operadores de ônibus são realizados periodicamente. Mais de 1.800 motoristas já foram capacitados em 2015. 

O principal modo de capacitação atualmente em Fortaleza é "carteira padrão". Exigida pela Etufor, a qualificação é feita em parceria com o Sindiônibus e o Serviço Social do Transporte e Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (Sest Senat). Com duração de três dias, o curso "trabalha as relações humanas com os operadores de ônibus e a sociedade".

Para ter acesso ao mercado de trabalho, qualquer operador de transporte deve ter uma licença de gestor ou a carteira padrão. O presidente da Etufor, Antonio Ferreira, explica que, diferentemente da licença, a carteira padrão só é emitida após o curso "Qualidade no Transporte Urbano de Passageiros", que precisa ser realizado a cada dois anos.

De abril a novembro, 1.590 operadores foram treinados. Fortaleza tem cerca de 4 mil motoristas circulando em mais de 2 mil veículos.

Relações humanas 
Antonio Ferreira afirma que a "reciclagem" dos operadores é necessária para que as pessoas sintam segurança nos profissionais e "diminua a dependência da população com carros para que passem a usar mais o transporte público". Segundo o Sindiônibus, mais de 400 reclamações são registradas por semana. Dessas apenas duas são a respeito do mal comportamento de motoristas com ciclistas. 

Outra forma de treinamento é colocar motoristas no lugar de ciclistas. A ação é promovida toda semana, sempre em garagens de empresas diferentes. "A relação humana dos operadores com usuários de ônibus e ciclistas é uma luta diária", disse o presidente da Etufor.

Motoristas e ciclistas 
O processo acontece em dois momentos. No primeiro, o ônibus "tira fino para dar a sensação de medo", segundo a assessoria do Sindiônibus. Logo depois, o veículo faz a trajetória de forma correta, a uma distância de um metro e cinquenta centímetros dos ciclistas, como exige o Código de Transito Brasileiro.

A distância exigida pelo código deve seguir o comportamento dos motoristas no trânsito. Além disso, a Etufor orienta que "ao avistar um ciclista, o motorista reduza a velocidade e mude de faixa".  

Acessibilidade 
Há ainda o treinamento de "Atendimento e acessibilidade", que acontece toda sexta-feira, na sede do Sindiônibus. O momento tem acompanhamento de psicólogos e o gerente de operações do Sindiônibus João Luis Maciel de Sousa. 1.870 operadores receberam o treinamento em 2015.
Com informações: O Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.

© 2010-2016. Fortalbus Busólogos - Todos os direitos reservados