sábado, 14 de novembro de 2015

O novo modelo de administração dos sete terminais urbanos de ônibus em Fortaleza

A Prefeitura de Fortaleza apresentou, durante coletiva de imprensa na Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor), o novo modelo de administração dos sete terminais de ônibus da Capital. Na ocasião, foi assinada a ordem de serviço que passa a administração dos terminais para a Socicam, empresa vencedora do processo licitatório. A empresa passa a administrar serviços como limpeza, portaria, manutenção e conservação a partir deste domingo (15/11).

Conforme o prefeito Roberto Cláudio, a ação faz parte das políticas de priorização ao transporte público, como o Bilhete Único, as Faixas Exclusivas, os BRTs e ônibus com ar-condicionado, que já geraram um aumento de 150 mil usuários na Capital. “Um dos nossos desafios ainda são os terminais de ônibus. Todos eles têm mais de 20 anos, estrutura muito precária, problema com banheiros, limpeza, desordenamento do comércio local e insegurança. A ideia é implantar um novo sistema de gestão nesses terminais”, disse.

Os equipamentos passarão por ações de manutenção até junho de 2016, iniciando pelos terminais do Papicu e Siqueira. Segundo o diretor da Socicam, Gilberto Menezes, “nós começaremos reformas emergenciais e esperamos estar com as obras concluídas dentro de sete meses. Serão reformas físicas na cobertura, gradis, sanitários, pisos, sinalização horizontal e vertical. Os terminais vão ganhar um banho de loja, uma tecnologia nova e uma sobrevida maior que a que eles têm hoje”, apontou.

O Prefeito destacou que o novo serviço não ocasiona nenhuma tarifa extra para o usuário de transporte público e que o custo médio do serviço pago pela Prefeitura à Socicam é o mesmo pago à gestão anterior dos terminais. “Agora as coisas acontecerão, efetivamente, com mais agilidade e os terminais terão uma infraestrutura física muito mais cômoda, adequada e humanizada. A Etufor terá o papel de fiscalizar e acompanhar a qualidade do serviço prestado pela nova empresa”, declarou.

Reforma do Terminal Messejana
O prefeito Roberto Cláudio também anunciou a abertura do processo de licitação para a reforma e ampliação do Terminal de Messejana. Orçada em R$ 18 milhões, a intervenção tem financiamento do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Com o objetivo de fornecer a devida adequação do equipamento à atual demanda do transporte público de Fortaleza, o novo Terminal de Messejana terá mais que o dobro da sua área construída, passando de 3.000m² para 6.850m².

“A gente terminou ano passado o nosso primeiro Terminal modelo, o Terminal Antônio Bezerra. Agora o Terminal da Messejana também será completamente diferente: moderno, de ponta. É uma obra que começará em fevereiro e terá, em média, 12 meses de duração”, afirmou o Prefeito.

O novo Terminal será dotado de três novas plataformas de embarque e desembarque para atender as 52 linhas que circulam diariamente no equipamento, além de duas passarelas para pedestres, rampas e placas de sinalização de acordo com as normas de acessibilidade.

Para o titular da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seinf), Samuel Dias, o novo Terminal liga áreas importantes da cidade. “Esse novo terminal faz parte do contexto de um corredor de transporte público, ligando a região da Messejana ao Centro da Cidade. Vai ser feito um novo terminal com uma área que tem o dobro do tamanho da área existente, capacidade muito maior, conforto e resolvendo uma série de problemas de estrutura que hoje existem no terminal, principalmente o conflito entre os pedestres e os ônibus”, apontou.

As três plataformas funcionarão conjuntamente para evitar pontos de conflito, que são os principais causadores de acidente, interrupções e atrasos no fluxo de veículos. As plataformas terão cerca de 90m de extensão cada, atendendo aos ônibus convencionais e articulados, com um total de 36 pontos de embarque e desembarque. A nova configuração das mesmas visa dar mais celeridade e conforto aos 144.166 passageiros que passam por dia pelo terminal.

A pavimentação das vias internas será rígida de concreto, resistente ao intenso fluxo de veículos, garantindo a longevidade do pavimento e diminuindo a incidência de buracos nas vias. O projeto contempla ainda área administrativa, bilheteria, bicicletário, posto para Guarda Municipal e atendimento do Bilhete Único, boxes de variedades, banheiros acessíveis, sala de controle, almoxarifado, refeitório, área de descanso de motoristas e cobradores, estacionamento para ônibus e plataforma elevatória para pessoas com deficiência ou com dificuldade de locomoção.

A reurbanização e revitalização da praça adjacente ao terminal também estão previstas no projeto, permitindo o uso como área de lazer da região. O espaço ganhará 2.000m² de paisagismo contendo gramado e o plantio de 113 árvores de diversas espécies nativas da região. As obras do Terminal de Messejana não irão comprometer o funcionamento do equipamento, que continuará atendendo às linhas que utilizam o terminal em todas as etapas da intervenção.

Um comentário:

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.

© 2010-2016. Fortalbus Busólogos - Todos os direitos reservados