sexta-feira, 26 de agosto de 2016

Pular catraca é algo muito comum nos ônibus de Fortaleza e o uso de catracas mais altas já foram estudadas

Por Fortalbus
“Pular catraca” para andar de ônibus sem pagar passagem não é coisa rara em Fortaleza. A ação de alguns passageiros que pulam as catracas dos ônibus não tem apenas influenciado negativamente os cálculos do sistema de transporte como afeta também a rotina de motoristas e cobradores que não podem fazer nada, correndo o risco de serem agredidos. 

Para inibir este prejuízo, várias tentativas foram colocadas em prática, desde um novo modelo de catraca que já foi testado, além de câmeras de segurança instaladas nos veículos, mas a presença do equipamento não inibe a ação. 

O presidente do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Ceará (Sindiônibus), Dimas Barreira, já explicou que muitas linhas “tem problemas sérios” com a ação de usuários que cotidianamente transpõem a catraca. “Muitas gangues fazem isso e acuam cobradores. É necessário pensarmos em alternativas”, defende.

Há um ano atrás, a Vega Transportes, operou por um curto período com um veículo munido com uma dupla catraca, visando oferecer mais segurança aos usuários da linha 645 - João Paulo II, que liga o bairro ao Terminal de Messejana. A linha acumula até hoje constantes registros de evasão de receitas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.

© 2010-2016. Fortalbus Busólogos - Todos os direitos reservados