quinta-feira, 26 de novembro de 2015

Usuários relatam casos de ônibus que circulam com porta aberta após embarque

Em pouco menos de uma hora, duas linhas de ônibus circularam com a portas aberta após realizar embarque de passageiros. O motivo seria a lotação, comum em horário de pico. Somente no mês de outubro, mais de 200 reclamações foram registradas no Sindiônibus.

De acordo com o gerente de operações do Sindiônibus, João Luís Maciel de Sousa, "existe um plano de atuação que é realizado junto com as empresas". Foram 220 ocorrências feitas pelos usuários de ônibus em outubro. Para Maciel, é uma quantidade "muito pequena" se comparada ao número de pessoas transportadas na Capital durante o mês, mais de 25 milhões.

De acordo com a Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor), 2.271 veículos circulam em Fortaleza, distribuídos em 320 linhas. Em nota, a empresa afirma que "o número de reclamações apresentado pelo Sindiônibus representa um quantitativo reduzido em comparação com o número de viagens por mês, que chegam a aproximadamente 566 mil".

Caso os motoristas sejam flagrados, a empresa pode sofrer sanções administrativas, como, por exemplo, a suspensão de viagens. Atualmente, os operadores de transporte passam por treinamentos e capacitações constantes, onde são abordados procedimentos de segurança durante a operação.

Anjo da guarda
A Etufor informou ainda que veículos novos contam com um dispositivo de segurança chamado "anjo da guarda", que interrompe a partida do veículo quando as portas estão abertas. Entretanto, o ítem, que deveria servir de garantia para que o usuário seja transportado em segurança, não impede que motoristas deem partida sem se certificar que a porta traseira esteja fechada.

No Recife, Pernambuco, o Procon vai multar empresas que tiverem seus ônibus flagrados circulando com portas abertas. O equipamento impede que os ônibus circulem 5 km/h com portas abertas. A multa aplicada pelo descumprimento da medida será de R$ 2 mil por veículo. O Procon Fortaleza não acompanha casos como este.

O artigo 49 do Código de Trânsito Brasileiro diz que "o condutor e os passageiros não deverão abrir a porta do veículo, deixá-la aberta ou descer do veículo sem antes se certificarem de que isso não constitui perigo para eles e para outros usuários da via".
Com informações: O Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.

© 2010-2016. Fortalbus Busólogos - Todos os direitos reservados