segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

Aplicativo "Meu Ônibus Fortaleza" ganha novas funções

Lançado em julho deste ano, o aplicativo “Meu Ônibus Fortaleza” já conta com 148 mil downloads, uma média de mil por dia. Na semana do lançamento para plataforma Android, ficou entre os cinco mais baixados do Brasil na categoria transporte. O pico máximo foi de 260 mil acessos em um dia, na semana do lançamento. 

Atualmente, a média é 15 mil acessos diários. Com a boa aceitação do público, a Prefeitura, em parceria com o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Ceará (Sindiônibus), está testando novas funcionalidades para o aplicativo, disponibilizado também para o sistema iOS.

A novidade é que o passageiro poderá fazer recarga do Bilhete Único através do próprio aplicativo; acionar a função soneca – que emite alarme sonoro ou vibratório quando o usuário está próximo da parada na qual vai descer; e a disponibilização do horário de saída da cada ônibus de dentro dos terminais, informação importante que ainda não é disponibilizada. 

As novas funcionalidades, no entanto, ainda estão em fase de teste, sem previsão de data para serem lançadas. O engenheiro civil da Prefeitura, Ezequil Dantas, destaca que a expectativa é de que o aplicativo seja atualizado no primeiro semestre do ano que vem.

Atualmente, o “Meu Ônibus Fortaleza” oferece três informações aos usuários: a lista de linhas que passa em determinado ponto de parada; a rota das linhas que passa nesse ponto; e a informação mais interativa, a previsão de chegada do veículo até o ponto de parada. Dantas comenta que a ideia do aplicativo surgiu das discussões do Plano de Ações Imediatas de Transporte e Trânsito de Fortaleza (Paitt). Mas, a grande razão de ser, acrescenta o engenheiro, é porque a população ainda sente grande necessidade de obter informações sobre o sistema de transporte público.

Opinião popular
Nas ruas, quem testou o aplicativo não quer saber de outra coisa. Usuários comentam que, além de otimizar o tempo, fazendo com que a pessoa demore menos em pé, no sol, esperando o ônibus, cujos horários são quase sempre irregulares, faz com que esteja menos exposta a assaltos, uma vez que a pessoa só se desloca à parada quando souber que o coletivo já está se aproximando. “Foi a melhor coisa que inventaram, sempre olho antes de sair de casa”, afirma a estudante Juliana Silva, 17.

Para verificar a veracidade e a pontualidade das informações disponibilizadas pelo aplicativo, fomos às ruas fazer um teste. No bairro Montese, na Avenida Gomes de Matos, as linhas Montese/Lagoa (411), Parangaba/Papicu Via Montese (044), Francisco Sá/Parangaba (080) e Opaia/Lagoa (025) passaram precisamente no horário previsto. O mesmo aconteceu na Avenida dos Expedicionários, com a linha Parangaba/Centro/Expedicionários (403).

Na Avenida 13 de Maio, em frente à Igreja de Fátima, a pontualidade se repetiu com as linhas Siqueira/Papicu/13 de Maio (030), Parangaba/Náutico (029), Compus do Pici/Unifor (075) e José Walter/BR 166/ Av. N (606).

Mesmo sem ter baixado o aplicativo, a estudante Vitória Freires, 16, disse que já ouviu bastantes comentários. “As minhas amigas usam. Sempre quando estão saindo da sala, elas olham para saber que horas o ônibus vai passar. Acho interessante, porque a pessoa não perde tempo na parada, evitando até possíveis assaltos”, ressalta. Mesmo quem se diz “desatualizado” do mundo tecnológico, aprova o aplicativo.

A diarista Edna Maria Silva, 44, conta que ficou sabendo da ferramenta através de uma matéria na televisão. “Achei bem interessante, pois você tem como saber a hora que o ônibus vai passar”, comenta.

Já a revisora Edilene Nascimento, 37, não pôde baixar o aplicativo, porque o seu celular está com problemas, mas disse que na próxima semana pretende comprar um aparelho novo para testar a nova tecnologia. “Quem tem está falando que dá certo, o ônibus passa no horário exato. Não vejo a hora de ter o meu”, enfatiza.
Com informações: Diário do Nordeste

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.

© 2010-2016. Fortalbus Busólogos - Todos os direitos reservados