sábado, 26 de dezembro de 2015

Cobrador troca estresse de ônibus por gentilezas e ganha amizade coletiva

"Amigos do ônibus". Esse é o nome do grupo do WhatsApp criado por usuários do transporte público que fazem o percurso da linha 680- Cidade Jardim/Papicu em Fortaleza. A amizade começou quando o cobrador do ônibus, Cláudio Ribeiro, 37, resolveu dialogar e brincar com os passageiros.

“Ele consegue animar as pessoas. Ônibus lotado é ruim, mas a atitude e habilidade desse profissional transforma limão em limonada”, conta Maurício Eduardo, 41, vendedor e usuário do coletivo.

“Bom dia, boa tarde ou boa noite” são as expressões básicas utilizadas pelo cobrador para iniciar a conversa. “Algumas pessoas estranham, mas tem muito passageiro bacana", diz ele. Com um sentimento de felicidade em fazer esta ação, Ribeiro revela que se coloca no lugar deles, já que também é um passageiro.

A animação praticada pelo profissional começou há quase dois meses. A brincadeira virou assunto sério e a nomenclatura de sua função passou de cobrador para “setor financeiro do transporte público”, revela Eduardo.

Dessa amizade coletiva, o cobrador reúne cerca de 20 passageiros que todos os dias pegam o mesmo ônibus, no mesmo horário. Como eles fazem isso? WhatsApp. “A gente combina o horário pelo aplicativo pra ninguém perder o transporte”, disse Eduardo.

A amizade uniu alguns usuários do coletivo, e hoje eles trocam ideais e experiência de vida. “A viagem ficou mais leve e alegre”, ressalta o vendedor. A aproximação desse grupo de amigos fortaleceu laços e, como forma de demonstrar essa união, Cláudio Ribeiro organizou um amigo secreto, que aconteceu nessa terça-feira, 22, dentro do transporte.

Outro fato curioso e marcante para Eduardo foi quando o cobrador “presenteou” uma passageira. “Era o aniversário de uma das meninas do grupo. Como não havia mais nenhuma cadeira,  ele (Cláudio Ribeiro) pediu que um rapaz levantasse do assento para a moça sentar, porque aquele era o dia do aniversário dela” conta o vendedor.

Para Ribeiro, essa ação de alegrar o trajeto do transporte tem uma explicação: “É chato entrar em um ônibus e dar de cara com um cobrador mal humorado, que não dá nem um bom dia. Então faço isso para descontrair o estresse do dia a dia, independente de quem passa pela catraca”, afirma o cobrador. 

Ele, que trabalha há sete meses no ramo diz que “sempre é bom alguém se preocupar com as pessoas. A gente nunca sabe o dia de amanhã”, afirma.

Essa não é a primeira linha que ele já faz amizades. De acordo com Ribeiro, no coletivo anterior, Parangaba/ Náutico, ele deixou muitos amigos.

Mas, a cada novo dia ele relembra da importância de praticar bons gestos e ações que fazem bem ao próximo. E o desejo dele é fazer isso sempre. “Tentarei ser melhor”, conclui. 
Com informações: O Povo

Um comentário:

  1. Parabéns meu amigo e a sim mesmo e bom guando somos reconhecido no trabalho. Tive esta experiência.

    ResponderExcluir

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.

© 2010-2016. Fortalbus Busólogos - Todos os direitos reservados