segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

Retrospectiva 2015: Um ano com grandes mudanças para o transporte rodoviário

Por Fortalbus
Na retrospectiva 2015, o Fortalbus trouxe alguns dos momentos mais importantes do ano no setor de transporte rodoviário, momentos estes que marcaram significamente o setor. Vamos nesta postagem apresentar algumas notícias que você acompanhou conosco, mas foram destaques por trazer inovações e mudanças neste ramo. Ano este na qual muitas empresas de ônibus passam por momentos difíceis. Vamos relembrar?

Novas regras da ANTT
A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) finalmente divulgou o novo regulamento sobre as novas regras dos serviços de transporte interestadual e internacional de passageiros. As novas regras veio para atender as solicitações do setor para aperfeiçoamento do atendimento aos clientes. 

Agora as empresas de ônibus que prestam serviço deverá ter um termo de autorização da ANTT para emitir as licenças de viagens. Pelas novas regras, os ônibus usados para o transporte devem ter até 15 anos de fabricação. As frotas deverão ser submetidas a inspeções anuais e as empresas serão obrigadas a darem assistência aos passageiros em caso de ocorrências que impeçam continuidade da viagem no veículo. Essas mudanças fez com que várias empresas em todo o Brasil revessem suas operações, ou encerassem mediante as dificuldades. 

Princesa do Agreste
A Auto Viação Princesa do Agreste durante muitos anos transportou os passageiros por vários destinos nordestinos, inclusive os cearenses, e neste ano encerrou suas operações. Nos últimos anos a empresa vinha passando por dificuldades em manter as linhas ligando os Estados do Ceará, Pernambuco e Piauí, diante disso suas operações foram transferidas e autorizadas pela ANTT, para a Auto Viação Cruzeiro, pertencente ao Grupo Progresso. 

Cia. São Geraldo
Uma notícia sacudiu o transporte rodoviário brasileiro, com o anúncio da extinção da Cia São Geraldo de Viação pela Gontijo. O objetivo alegado para o encerramento da empresa foi otimizar a estrutura do grupo, possibilitando uma operação em maior escala, em meio às grandes mudanças pelo qual o setor de transporte interestadual de passageiros passa. 

Para o Grupo Gontijo, a autorização da ANTT foi importante para melhorar o aproveitamento das estruturas e da frota, possibilitando uma otimização e redução dos custos. Ainda hoje é possível ver os ônibus com as cores da São Geraldo com o nome Gontijo

Viação Itapemirim x Viação Kaissara
Na tentativa de segurar seus negócios e manter-se de pé mesmo diante de um cenário difícil para empresas de transportes de passageiros em todo o país, a Viação Itapemirim, vendeu cerca de 40% de sua frota de veículos e transferiu mais da metade das linhas em operação para a Viação Kaissara. 

Com a negociação, a Itapemirim permaneceu operando 50 trechos, o que corresponde a 43% da fatia de mercado em que atuava antes da venda. O inicio da Kaissara causou estranheza ao mercado, fazendo com que a empresa iniciasse suas operações com 270 ônibus, dando alusão a pintura da empresa que marcou o trecho durante décadas.

Transbrasiliana
A Transbrasiliana Transporte e Turismo Ltda, uma das maiores empresas de transporte rodoviário enfrenta, atualmente uma situação econômica delicada, com crise no fluxo de caixa, crise essa se deve à concorrência desleal do transporte operado por liminares. A empresa paga seus impostos e opera seguindo as regras impostas pela ANTT, e por outro lado existem empresas que não têm nenhuma obrigação ou contribuição, não tendo como competir de igual por igual. 

É evidente que essa não é a única causa dessa situação, brigas pelo controle acionário também está cada vez mais acirrado. Diante disso a Transbrasiliana também transferiu parte de suas operações para as empresas Araguarina e Rápido Marajó.

Marcopolo Paradiso G7 1350 & Comil Campione Invictus
A despeito da conjuntura político-econômica por que passa o país, novas carrocerias de ônibus foram apresentados ao mercado. A estratégia foi aproveitar o momento de baixa demanda para lançar veículos mais modernos, seguros e confortáveis e tentar estimular os clientes a adquirirem ônibus diferenciados, para obterem mais eficiência e produtividade em suas frotas.

O Marcopolo Paradiso 1350 chegou destacando-se pelo amplo espaço para bagagens, com 1.350 cm de saia lateral e uma das maiores capacidades volumétrica do mercado, com mais de 20,5 metros cúbicos. O interior do veículo recebeu modernas poltronas com 1.060 mm de largura, porta-focos e toalete, e , sendo desenvolvido especialmente para atender às necessidades dos frotistas de média e longa distâncias, como a Unesul, Nordeste, Planalto, Ouro e Prata, Aguia Branca e a Boa Esperança.

Lançado durante a Transpúblico 2015, o Comil Campione Invictus 1200, chegou como uma solução direcionada para linhas rodoviárias de longa distância. O modelo possui conceito avançado em metodologia de projeto e construção da carroceria, além de um design moderno, a curvatura e as linhas mais fluidas seguem a tendência, dando resultados e novos desenhos de faróis e lanternas. Prova do sucesso deste lançamento é a aquisição de várias unidades por muitas empresas, inclusive pela Viação Novo Horizonte em comemoração aos seus 50 anos de atividades.

Mudança no visual de várias empresas
As empresas de ônibus neste ano, modernizaram seus layouts, adotando em seus ônibus suas novas padronizações visuais. Os novos padrões exibem design limpo em sua maioria, através de uma combinação inteligente de estética, originalidade, segurança, praticidade, identificação e elementos gráficos. O novo conceito de pintura que foi aplicado, possibilita a redução do tempo gasto em manutenção e reparos da lataria realizado nas garagens.

Exibindo suas novas pinturas na parte externa dos veículos, as empresas tem o objetivo de facilitar a identificação à distância pelos usuários e assim oferecer um melhor nível de conforto, associando a marca à qualidade dos serviços prestados. Destaque para as novas pinturas das empresas Expresso Guanabara, Auto Viação Progresso, Viação Princesa, TransNacional, Via Luxo, Gertaxi, Aguia Branca, Novo Horizonte e Boa Esperança.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.

© 2010-2016. Fortalbus Busólogos - Todos os direitos reservados