sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

Um ano de operações dos primeiros Apache Vip IV do Ceará

Por Fortalbus
A Caio Induscar se tornou uma ótima opção para a renovação das empresas de ônibus em Fortaleza. Líder na produção nacional de ônibus urbanos e com uma participação de 28% na produção total de ônibus do país, a Caio Induscar sempre dispõe ao frotista veículos robustos sendo ideal para todo tipo de operações urbana, a prova disto é as aquisições das empresas São Paulo, Terra Luz e Santa Maria.

Os primeiros ônibus Apache Vip IV do Ceará, chegaram há exatos um ano para incrementar a frota da Empresa São Paulo, conhecida como uma das empresas mais antigas em atividade no Nordeste, desde 1928. A empresa é responsável por linhas urbanas do município de Maranguape e metropolitanas, ligando a cidade serrana à Fortaleza. Com a iniciativa, a empresa demostrou o seu comprometimento em ofertar aos usuários um serviço cada vez melhor, na adquisição de duas unidades, de prefixos 078 e 079, com chassis Mercedes-Benz OF-1724 L, equipados com ar condicionado, wi-fi e tv a bordo, tornando desde então, as viagens cada vez mais prazerosas.

O modelo urbano Apache Vip, atualmente está na sua quarta atualização, a versão vem obtendo excelente aceitação no mercado. A carroceria foi concebida com novos conceitos de design e com foco no baixo custo de manutenção para atender às necessidades dos operadores. O design externo foi a introdução de conjuntos óticos com nova geometria e day lights (luz de posição) em Led, que evita a queima constante das lâmpadas. As lanternas traseiras são em bloco de Led e intercambiáveis, o que permite que a mesma peça possa ser utilizada tanto no lado direito quanto no esquerdo, facilitando a reposição e a manutenção. 

A área onde fica o itinerário frontal superior ganhou nova inclinação, o que lhe dá uma aparência externa mais aerodinâmica. A janela do motorista tem um novo layout que facilita a manutenção e o para-choque dianteiro de três partes passou a ser confeccionado com um novo material que absorve melhor os impactos. Internamente, a principal mudança foi a central elétrica, que ganhou mais espaço para acomodar e organizar todos os componentes elétricos, uma exigência que é crescente uma vez que a tecnologia embarcada está cada vez mais presente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.

© 2010-2016. Fortalbus Busólogos - Todos os direitos reservados