segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

Próximo BRT em Fortaleza ligará o Terminal Messejana ao Centro

Por Fortalbus
Com o intuito de agilizar e melhorar a qualidade do transporte coletivo, um novo corredor BRT deverá ser instalado em Fortaleza, semelhante ao corredor BRT instalado na Bezerra de Menezes. Ele ligará o Terminal da Messejana, por meio da BR-116, ao Centro, pela avenida Aguanambi, e terá uma extensão de 15,2 Km, informação dada pelo prefeito Roberto Claudio na projeção de suas obras para 2016.

As obras deverão contar com investimentos de R$ 250 milhões para a sua execução. O corredor vai garantir a redução do tempo de viagem dos coletivos, principalmente na Avenida Aguanambi, por onde trafega hoje um total de 58 mil veículos por dia, além de 34 linhas de ônibus.

O corredor deve integrar o Centro ao Terminal da Messejana, fazendo a ligação desses dois pontos. O BRT vai exatamente dos cruzamentos da BR-116 com a Av. Perimetral e das avenidas Aguanambi com Domingos Olímpio. Ainda a previsão da construção de um elevado, que ligará a Av.Aguanambi com a BR-116, passando sobre a rotatória, permitindo o livre acesso aos dois corredores, especificamente naquele trecho. 

Obras do corredor BRT Aguanambi/BR 116
* Redesenho da via, otimizando a utilização do espaço urbano para outros modais de transporte (pedonal e cicloviário)

* Propostas de urbanização e desenho viário considerando o mínimo de desapropriações possíveis, sendo a maior parte, corretivas

* Ciclovia segregada da via e associada ao passeio com pequeno desnível de segurança para o pedestre

* Aumento da largura das calçadas e da área de permeabilidade com uso de pavimento drenante

* Projeto paisagístico com criação de áreas de sombra para pedestres e ciclistas, além de dotar a parte central da avenida de elementos paisagísticos que conferem uma nova identidade à avenida

* Faixa exclusiva para ônibus associada ao canteiro central, priorização do transporte coletivo com diminuição de uma faixa de tráfego geral

* Paradas distanciadas de 450 a 600 metros, sobre o canal, associadas aos pontos de travessia de pedestres já existentes (cruzamentos semaforizados).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.

© 2010-2016. Fortalbus Busólogos - Todos os direitos reservados