quinta-feira, 3 de março de 2016

Fatores para o crescimento da Expresso Guanabara


A Expresso Guanabara opera no transporte interestadual e intermunicipal de passageiros, com sede em Fortaleza (CE). Iniciou suas operações em 1º de agosto de 1992 e inaugurou um novo conceito em transporte rodoviário no Nordeste. Foi a primeira a disponibilizar ar-condicionado em toda a frota sem cobrar nada a mais por isso, priorizando desde então o conforto e a segurança nas viagens.

É movida pelo desafio de satisfazer plenamente os clientes e prestar um serviço de excelência, adotando um modelo de gestão empresarial de vanguarda, que procura fazer da inovação uma constante. Possui uma frota moderna de aproximadamente 435 veículos com idade média de apenas dois anos, a mais baixa do País. Anualmente, a empresa renova 25% dessa frota. Além disso, executa rigorosas e periódicas revisões preventivas em seus ônibus para garantir a sua máxima eficiência.

A Guanabara transporta 800 mil passageiros por mês em todo o País, com atuação em 1.200 municípios. Mas o tamanho, segundo Paulo Porto, diretor-executivo da Expresso Guanabara, é consequência da qualidade, inovação e responsabilidade social. Ele falou sobre os 23 anos de estrada da empresa.

Como se deu o crescimento da Guanabara?
O crescimento foi gradual ao longo dos seus 23 anos. A empresa foi ampliando o mercado no Nordeste e adquirindo linhas em áreas onde já atuava. Com o objetivo de melhorar escala, para obter cada vez mais competitividade, um melhor aproveitamento dos veículos e de toda a infraestrutura de apoio. Somos, a segunda maior empresa do País em passageiro por quilômetro transportado. O que representa mais 800 mil passageiros/ mês, com atuação em 11 estados e no DF e estando presente em mais de 1200 municípios.

A empresa possui concessão para que linhas no Ceará?
A Guanabara participou de licitação pública e ganhou a concessão da operação das linhas de três dos oito lotes licitados. Os lotes operados pela Guanabara foram o lote 4, referente à região Norte do Estado, com os municípios de Sobral, da Serra da Ibiapaba e de Camocim; o lote 6, relativo à região Centro-Sul, com municípios como Iguatu, Icó e Cedro; e o lote 7, que engloba os municípios da região do Cariri. A empresa é responsável por 40% da operação do Estado.

Quais as linhas de maior frequência da companhia?
As linhas com maiores frequências são Fortaleza – Juazeiro do Norte, Fortaleza – Sobral e Fortaleza – Iguatu. Juntas, as três, somam cerca de 5 mil viagens por mês. A de maior frequência é Fortaleza – Juazeiro com 880 viagens, em média, mensais.

Quem são os usuários da Guanabara?
A maioria dos passageiros da Guanabara (86,5%) é composta por pessoas de até 50 anos de idade. Em caso de transporte de idoso, a Guanabara segue a legislação estadual que determina a reserva de duas vagas para maiores de 65 anos, por horário, nos serviços convencionais.

A que a empresa atribui o resultado da pesquisa?
A credibilidade foi consequência de investimentos em inovação. Além de transparência, constante parceria com a comunidade, investimento em projetos culturais, responsabilidade social, respeito ao cliente. Isso gera satisfação. Pesquisa realizada por consultoria mostrou que 87,5% dos entrevistados consideram o serviço da empresa bom ou ótimo. Apenas 1,5% mencionaram tarifa/preço como um dos itens a ser melhorado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.

© 2010-2016. Fortalbus Busólogos - Todos os direitos reservados