quinta-feira, 28 de abril de 2016

Eucatur: Transporte feito com carinho

O transporte feito com carinho, na Eucatur é mais que um slogan, ideologia de uma empresa que une o Brasil em todas direções há 52 anos. Sua história começou, em 1964 com o casal Assis Gurgacz e sua esposa Nair Ventorim, em Cascavel (PR). Naquela época, precisamente no dia 31 de março a compra do primeiro ônibus foi negociada por 10 alqueires terra e seis cabeças de gado. 

A empresa, que transportou migrantes que colonizou o Estado, é pioneira no Brasil, na geração de riquezas e promoção do desenvolvimento econômico. 

Em 1970, seis anos depois de sua inauguração, a empresa já oferecia serviços a 15 cidades. Com o crescimento, o primeiro ônibus novo foi adquirido: o modelo super luxo da Mercedes-Benz LPO 1113 com 32 lugares. Mas é em 1972 que a história da Eucatur se une com a história do Estado. Em 21 de agosto daquele ano a empresa, ainda União Cascavel, se tornava a única, até então, a fazer a uma linha regular de transporte rodoviário de passageiros, ligando o Sul ao Norte do País. Com a colonização do Território, onde o governo Federal oferecia benefícios e incentivos ás pessoas para vir habitar no Estado. 
Eucatur na rodoviária da capital cearense, linha Fortaleza x Porto Velho
Rondônia passava por um período de entusiasmo no que diz respeito à colonização do então território. No dia 21 de agosto a Empresa União Cascavél iniciou a primeira viagem ao Estado, ligando o Sul ao Norte do País. Entre os passageiros, famílias gaúchas, catarinenses e paranaenses. “Naquele tempo a tendência era a população, tanto do Oeste quanto do Sudoeste do Paraná, migrar ao Paraguai, um País que tinha muitas terras devolutas”, explicou Assis, ressaltando ainda que “o Brasil também oferecia oportunidades, foi quando pegamos um veículo e fomos para o Acre, e depois a Rondônia, pois o Incra estava abrindo as portas aqui”, falou. 

Confiança até o fim 
“Embora tenha começado pequeno com um ônibus e uma linha, que praticamente não tinha tanto valor, sabíamos das dificuldades que enfrentaríamos. Graças a Deus, não perdemos nossa confiança e lutamos até o fim”, disse Assis Gurgacz, presidente do Grupo Eucatur relembrando os tempos difíceis daquela época. “Cada momento que vivemos, cada obstáculo que superamos, reafirmavam ainda mais nossas convicções, mesmo enfrentando uma luta diária contra a malaria”, lembrou. 

Aos poucos, a empresa foi crescendo, conquistando passageiros e contratando mais funcionários. No início Dona Nair, teve papel fundamental nesse processo. Por muitas vezes cozinhou para todos da empresa, e de forma aguerrida, jamais perdeu a esperança de dias melhores. Na bagagem uma força motriz e a convicção de um ideal a ser alcançado. 

Símbolo traduz a força da empresa 
Em 1974 a união dos povos se personifica no símbolo da Eucatur, representado por duas cobras de mãos dadas, que traduz a força da empresa. Seis anos depois, em 1980 novos ônibus são incorporados a frota, veículos Volvo B58B, carroceria incassel Jumbo que faziam viagens especiais, turismo e fretamentos para Rondônia, sendo que iam até Cuiabá/MT. Chegando lá eram trocados por ônibus Mercedes-Benz mais altos e apropriados para as precárias condições da BR 364, na época sem asfalto. 

Em junho do corrente ano também chegaram novos ônibus MBB 0-364 e Volvo Monobloco B58B, carroceria Marcopolo/Paradiso, os primeiros da Eucatur. Foram os primeiros ônibus Volvo equipados com terceiro eixo e mais altos com novo visual a rodarem na região amazônica. No dia 12 de setembro ocorre à inauguração do asfalto da BR 364, Rodovia Marechal Rondon, ligando Cuiabá/MT a Porto Velho/RO. O sofrimento dos atoleiros, poeira e areião já faziam parte do passado. 

A Eucatur voltou a operar em caráter extra-oficial uma das maiores linhas de ônibus do Brasil e das Américas, Colatina/ES a Porto Velho/RO com 3.600 km de extensão e aproximadamente 52 horas de viagem. Em fevereiro de 1991 é inaugurada a nova garagem na capital do Amazonas. Em 9 de julho foram inauguradas mais duas grandes linhas da empresa, Erechim/RS a Ji-Paraná/RO e São Miguel do Oeste/SC a Cuiabá/MT. No mês de agosto chega o primeiro ônibus articulado adquirido pela empresa, um Volvo B58E, carroceria Marcopolo/Torino para o transporte urbano de Manaus. 

Neste mesmo ano chegam os ônibus Volvo B10M, com carroceria Marcopolo Paradiso, com a denominação Amazon Bus, que trazem as últimas tendências mundiais em seu projeto e ainda, equipados com ar condicionado e calefação automáticos e geladeira. Amazon é um termo usado para definir a região Amazônica, conhecida mundialmente pela sua grandeza e inúmeras belezas naturais. 

Dois andares de conforto 
O conforto chega em dois andares em 1999. O Amazon Bus Imigrante é a revolução no transporte. Com tecnologia de ponta pode transportar 40 passageiros na parte superior e 12 na inferior, com visão privilegiada em qualquer dos pisos, porque as janelas são maiores e os vidros fumês. Em 2003 entra em funcionamento a garagem de Ji-Paraná/RO, com estrutura de primeiro mundo e tecnologia de ponta, concretizando um projeto conquistado através de muito trabalho buscando o melhor para os clientes e funcionários da Eucatur.

Um ano que marcou a chegada dos novos integrantes na frota da Eucatur, ônibus rodoviários Amazon Bus 2004, que trazem as imagens das regiões atendidas pela empresa, estampadas na carroceria, mostrando as belezas do nosso Brasil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.

© 2010-2016. Fortalbus Busólogos - Todos os direitos reservados