sexta-feira, 20 de maio de 2016

A apresentação do ônibus rodoviário articulado na Expresso de Luxo

Por Fortalbus
Muito antes do surgimento dos ônibus de dois andares, que possuem maior capacidade de transporte, a Scania lançava no Brasil por volta de 1977, o primeiro articulado nacional, o B111 RS. Podendo receber carrocerias com até 18 metros de comprimento, o primeiro montado no Brasil tinha carroceria Caio Gabriela para aplicação urbana.

No final da década de 70 e inicio de 80, cidades como Curitiba e Goiânia começavam a utilizar veículos articulados para o seu transporte urbano, sendo precursores para a solução do transporte nos grandes centros através de corredores exclusivos, sistema conhecido como BRT. Porém, a experiência dos articulados também foi introduzida nos ônibus rodoviários, sendo testados por grandes empresas de transporte intermunicipal.

O conceito de ônibus rodoviário articulado foi apresentado para o Brasil através da marca Scania, percorrendo várias capitais com a demonstração de um Marcopolo III com capacidade para 63 passageiros. Após passar pelo sudeste do País, o B111 articulado chegou a Fortaleza em meados de 1978. Na capital cearense, o ônibus ficou em exposição no pátio da Expresso de Luxo, empresa que já utilizava os ônibus da marca Scania em sua frota.

O B111 tinha motor turboalimentado de 11 litros, com 296 cavalos de potência, câmbio de cinco velocidades e suspensão pneumática nos eixos traseiros. Segundo dados obtidos daquele veículo experimental, seu comprimento total era de 18 metros, circulo de visão de 12 metros, bagageiro com 16 metros cúbicos de comprimento e uma capacidade de giro de até 50 por cento, permitindo assim, trafegabilidade em ruas e rodoviárias onde outros veículos de grande porte encontravam dificuldade de transitar.

De Fortaleza, o veículo seguiu para Teresina, passando sete dias e retornando para o Ceará, e, em seguida, partindo para a cidade do Recife. Apesar de ter recebido a inscrição “Expresso de Luxo” na lateral (foto), não há registros que o ônibus percorreu o trajeto Fortaleza – Teresina – Fortaleza – Recife com passageiros a bordo.

A perspectiva era que os articulados passassem a ligar as principais cidades brasileiras, entretanto, o sucesso nos grandes centros urbanos não se estendeu às estradas, pois os resultados dos testes não foram satisfatórios e o conceito do ônibus rodoviário articulado foi abandonado no Brasil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.

© 2010-2016. Fortalbus Busólogos - Todos os direitos reservados